Remo é goleado pelo Vila Nova no primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro da Série C

O Leão Azul chegou a abrir o marcador, mas acabou goleado pelo Tigrão no Estádio do OBA
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Clube do Remo não começou bem a disputa da final do Campeonato Brasileiro da Série C. Atuando neste sábado (23) diante do Vila Nova, o Leão Azul acabou goleado pelo adversário pelo placar de 5 a 1, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, o OBA, em Goiânia. A partida foi válida pelo jogo de ida da decisão da terceira divisão. O time paraense não contou com 11 jogadores, sendo seis titulares, e mais o técnico Paulo Bonamigo, que foram infectados pela Covid-19.

Apesar de pouco entrosamento em campo, o Remo abriu o placar com o gol do zagueiro Gilberto Alemão, que cabeceou firme para o barbante, após o escanteio cobrado por Felipe Gedoz, aos nove minutos do primeiro tempo.  Depois do gol sofrido, o Vila Nova se arrumou em campo e acabou virando e goleando em casa. Também em cobrança de escanteio, a bola foi para área do Leão, houve um desviou na primeira trave e sobrou para Talles, que em posição irregular, chutou para o barbante deixando tudo igual, aos 24 minutos do primeiro tempo.

Ainda na primeira etapa, o Tigrão pressionou e chegou a virada. Willian Formiga cruzou por baixo, o zagueiro Fredson cortou mal e Talles acertou um chute de primeira, no contrapé do goleiro Vinícius, aos 36. Ainda deu tempo de Alan Mineiro cobrar falta no ângulo e marcar o terceiro do Vila Nova, aos 46 minutos. Já no segundo tempo, o time da casa não diminuiu o ritmo e marcou mais duas vezes. Henan recebeu lançamento e tocou por cima, na saída do goleiro Vinícius, aos 14, e o próprio Henan assinalou de cabeça, após pegar uma sobra de bola na área, aos 24 minutos.

Com a goelada sofrida, o Leão terá que vencer o Tigrão por cinco gols de diferença para ser bicampeão, ou de quatro gols para levar a decisão do título para os pênaltis. Se não conseguir, o time goiano conquista o tricampeonato. A grande final entre Remo e Vila Nova está marcada para o próximo sábado (30), às 17h, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém.

O jogo: Vila Nova perto do tricampeonato!  

O Remo chegou primeiro com o atacante Tcharlles, que em jogada individual, se livrou da marcação e chutou de fora da área, a bola passou por cima da meta do goleiro Fabrício. O Vila Nova aproveitou um vacilo de Lucas Siqueira, que perdeu a bola para Henan, o atacante descobriu Talles pela esquerda que chutou, a bola desviou na zaga azulina e se perdeu pela linha lateral.

O Leão Azul chegou ao gol. Felipe Gedoz cobrou escanteio e o zagueiro Gilberto Alemão cabeceou para o fundo do barbante, aos nove minutos, 1 a 0. O Tigrão quase empatou também em cobrança de escanteio, a bola foi para área e no bate e rebate, Willian Formiga tentou marcar de letra, mas o goleiro Vinícius defendeu. Outra vez o Vila Nova chegou com perigo, Talles recebeu na esquerda e cruzou rasteiro, Henan dominou e rolou para o chute de Celsinho, que mandou um chutaço rasteiro, o goleiro Vinícius espalmou e salvou o Leão.

O Tigrão chegou ao empate. Após cobrança de escanteio, houve um desvio e a bola caiu no segundo pau para Talles, que em posição irregular, dominou e chutou caindo para o fundo do gol, aos 24 minutos, 1 a 1. Logo após o gol do time da casa, a arbitragem deu a parada técnica para a hidratação dos atletas em campo. Na volta para o jogo, o Vila Nova virou. Willian Formiga cruzou por baixo, o zagueiro Fredson cortou mal e Talles pegou de primeira, acertando no contrapé do goleiro Vinícius, aos 36 minutos, 2 a 1.

O Remo tentou o empate. Felipe Gedoz cobrou falta e a bola passou por cima da meta do goleiro Fabrício. Em uma falta frontal, Alan Mineiro cobrou com perfeição, no ângulo do goleiro Vinícius, aos 46 minutos, 3 a 1 Vila Nova. Na etapa derradeira, Pablo Roberto lançou para o atacante Henan, que recebeu livre e meteu por cima do goleiro Vinícius, aos 13 minutos, 4 a 1 Tigrão.

O Leão Azul tentou acordar para o jogo. Lucas Siqueira cruzou e a bola passou por Eron e Eduardo Ramos, mas ambos não conseguiram finalizar para o gol. Outra vez o time goiano tentou marcar. Após lançamento de Alan Mineiro, Henan recebeu na frente e sozinho parou na defesa do goleiro Vinícius, mas dessa vez a arbitragem assinalou impedimento. Só dava Vila. Henan pegou sobra e chutou para a boa defesa de Vinícius, o goleiro do Remo espalmou para escanteio.

Em mais uma chegada do Vila Nova, não teve jeito. Pablo Roberto fez grande jogada individual e chutou forte, a bola desviou e Henan meteu de cabeça, vencendo o goleiro Vinícius, aos 24 minutos, 5 a 1 Tigrão fora o baile. Depois do gol, as duas equipes pouco chegaram e a partida terminou com goleada para o time da casa. Placar final: Vila Nova 5 x 1 Remo.

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA: Fabrício; Celsinho, Rafael Donato, Adalberto e Willian Formiga; Yuri (Éder), Dudu (Gilsinho), Pablo Roberto (João Pedro) e Alan Mineiro (Hugo Sanches); Henan (Rafhael Lopes) e Talles. Técnico: Márcio Fernandes.

REMO: Vinícius; Ricardo Luz, Gilberto Alemão, Fredson e Laílson (Kevem); Lucas Siqueira, Júlio Rusch e Felipe Gedoz (Pepê) ; Eduardo Ramos, Eron (Wallace) e Tcharlles. Técnico: Renan Capra (interino)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira – RN

Assistente 1: Jean Márcio dos Santos – RN

Assistente 2: Flávio Gomes Barroca – RN

Quarto Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão – GO

Cartões Amarelos: Fabrício e Éder (Vila Nova); Lucas Siqueira e Tcharlles (Remo)

Gols: Gilberto Alemão, de cabeça, aos 9 minutos do 1° tempo para o Remo; Talles, aos 24, e aos 36, Alan Mineiro, de falta, aos 46 minutos do 1° tempo, e Henan, aos 13, e de cabeça, aos 24 minutos do 2° tempo para o Vila Nova

Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, o OBA, em Goiânia – GO

Por Fábio Relvas / Fotos: Douglas Schinatto e Sandro Galtran

Publicidade