Reforma agrária beneficia 256 famílias no Sul do Pará

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

A Superintendência Regional do Incra no Sul do Pará criou na última sexta-feira (29/01), os primeiros projetos de assentamentos no ano de 2016. São dois imóveis que totalizam 7.146 hectare, incorporados à reforma agrária, que beneficiarão 256 famílias de agricultores.

Localizado há apenas 11 quilômetros da cidade de Marabá, o Projeto de Assentamento Três Ilhas foi criado a partir da desapropriação da Fazenda Tibiriçá. Possui área total de 2.306 hectares onde serão criadas 147 unidades agrícolas familiares. O nome escolhido para o assentamento foi o mesmo da praia de água doce que está situada nas imediações do imóvel, às margens do rio Itacaiúnas.

Reforma agrária

Imóveis rurais foram destinados ao assentamento de famílias no sul do Pará. Foto: Arquivo MMA

O superintendente Paulo Garcia destaca que o assentamento tem potencial para produzir e fornecer alimentos para Marabá, pois está bem próximo da cidade e dessa forma, gerar renda para as famílias no curto e médio prazos. “Além da segurança jurídica, pois agora essas famílias terão um lugar seguro para produzir, a criação do assentamento vai dar condições dignas de moradia e contribuir para o desenvolvimento social e econômico do território onde ele está inserido”, acrescentou.

Para Garcia, graças à sua localização estratégica, o assentamento Três Ilhas já nasce integrado às demandas urbanas, que espera do campo alimentos saudáveis, ao mesmo tempo em que os assentados terão a oferta dos bens e serviços que a cidade dispõe. “Este será, certamente, um exemplo desta sinergia entre o campo e a cidade”, enfatizou.

Marajaí dos Carajás

Nas Glebas Buriti C e Rio Maria, áreas públicas localizadas nos municípios de Sapucaia, Xinguara e Curionópolis, foi criado o Projeto de Assentamento Marajaí dos Carajás. A área total das glebas é de 4.840 hectares e vai possibilitar o assentamento de 109 famílias.

CadÚnico

A partir de agora, o Incra fará a atualização cadastral do imóvel no Sistema Nacional de Cadastro Rural (SNCR) e a inclusão do arquivo gráfico relativo ao seu perímetro na base de dados cartográficos da autarquia. A Regional também irá informar às prefeituras dos municípios onde os assentamentos estão inseridos, sobre a criação dos projetos de assentamentos, para inclusão das famílias selecionadas pelo Incra no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Publicidade

Relacionados