Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Canaã dos Carajás

Reforço na segurança: Canaã dos Carajás ganha 15 novos PMs

Veículos e armamentos também foram entregues. O reforço chega um dia após a corporação completar 200 anos no Pará

O 17º Pelotão da Polícia Militar apresentou, na tarde de ontem, quarta-feira (26), os 15 novos militares que vão atuar em Canaã dos Carajás. O reforço chega um dia após a corporação completar 200 anos no Pará. A apresentação aconteceu durante uma cerimônia realizada na Praça da Bíblia, localizada no Bairro Novo Horizonte, e reuniu autoridades como o prefeito Jeová Andrade, vereadores, a presidente da OAB – Subseção Canaã dos Carajás, Josemira Gadelha, Corpo de Bombeiros, a comunidade em geral, além do comandante do 17º Pelotão, tenente Rafael Guimarães.

 “Nós vamos desempenhar um trabalho ainda melhor, agora. Gostaria de lembrar que a Polícia Militar fez 200 anos ontem [25] e hoje ganhamos este presente, que é esse aumento no nosso efetivo. Gostaria de pedir que a sociedade valorize os nossos policiais.”, manifestou-se o oficial.

Além dos novos soldados, uma nova viatura, quatro motocicletas e fuzis também foram entregues ao pelotão. “Com menos profissionais, a PM conseguiu bons resultados em Canaã trabalhando justamente na prevenção com palestras, orientações em escolas. Isso é fundamental. O pelotão de Canaã está de parabéns, pois a violência não se combate com mais violência, mas sim com inteligência e educação”, destacou a presidente da OAB.

Veja também:  Vigilantes do Detran em Jacundá colocam assaltantes para correr

Após a recepção, os novos militares já foram às ruas contribuir com a prestação de serviços de Segurança Pública na “Terra Prometida”. “Os nossos cumprimentos a esses guerreiros que chegam agora para zelar da nossa segurança pública. Eles são muito bem vindos e nós os receberemos de braços abertos. Tenho certeza de que o trabalho será ainda mais bem feito. Esse reforço é obra de um esforço coletivo dos poderes Executivo, Legislativo, Ministério Público, OAB e outras entidades”, pontuou Jeová Andrade.

Deixe uma resposta