Redenção: PC prende fugitiva do Maranhão, acusada de homicídio e ser chefe de facção criminosa

A acusada estava homiziada em Redenção, onde foi presa. Ela é apontada como uma das pessoas envolvidas na morte de um homem na cidade de Imperatriz (MA)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Fabiana Alves é acusada de homicídio e ser membro de facção criminosa

Continua depois da publicidade

Uma mulher foragida da Justiça do Maranhão foi presa em Redenção, no sul do Pará, em uma operação que envolveu a Polícia Civil do Pará e do estado vizinho. A mulher, identificada como Fabiana Alves de Carvalho, é acusada de envolvimento na morte de um homem, de prenome Danilo, crime ocorrido no mês de maio deste ano em Imperatriz (MA).

Ela também é pontada como integrante da facção criminosa Comando Vermelho em Imperatriz, onde exerceria cargo de chefia. Ela foi presa, nesta sexta-feira (27), por uma equipe da Superintendência Regional do Araguaia Paraense (13º RISP), com apoio do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) de Redenção. Ela estava com mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca de Imperatriz.

Segundo o delegado Antônio Mororó, que comandou a operação, a inteligência da Superintendência Regional do Araguaia recebeu a informação da Polícia Civil do estado do Maranhão, que a acusada se encontrava homiziada na região sul do Pará. Foi informado que ela era acusada de envolvimento em um homicídio e de fazer parte de uma facção criminosa.

Após essas informações, foram realizadas buscas e Fabiana foi localizada residindo com parentes em Redenção. Durante as investigações, diz o delegado, não foi constatada nenhuma atividade ilícita dela na cidade.

Após a localização, na manhã de sexta-feira, foi realizada a prisão dela. De acordo com o delegado, a polícia do Maranhão informou que o marido e o filho dela também se encontram presos acusados do mesmo crime. Fabiana será recambiada para Imperatriz, onde responde pelo crime.

Tina DeBord