Receita Federal realiza Operação DIRFs falsas no Norte do País

Cerca de 15 prefeituras no Amazonas e 10 no Pará são alvos das investigações. A ação descobriu milhares de declarações de pessoas físicas que simularam receber salários das Prefeituras da região
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Superintendência da Receita Federal na 2ª Região Fiscal, que engloba os Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima, iniciou a Operação DIRFs falsas de Prefeituras em todo norte do país. Cerca de 15 prefeituras no Amazonas e 10 no Pará são alvos das investigações.

A ação descobriu milhares de declarações de pessoas físicas que simularam receber salários das Prefeituras da região, a fim de receber restituições que chegavam a mais de R$ 20.000,00.

Esses contribuintes foram identificados por uma equipe especializada que está intimando e multando os mencionados contribuintes.

As Prefeituras também serão intimadas a se explicar, cabendo àquelas verificarem os responsáveis pelas fraudes em seu corpo funcional. Observa a Receita Federal, que estes casos configuram-se crimes contra a ordem tributária.

A Superintendência destaca que ainda é possível retificar essas declarações, regularizando a prestação de obrigações tributárias acessórias, evitar a multa de ofício e repercussões penais. Entretanto, caso os contribuintes e órgãos públicos não adotem as providências necessárias e, após intimados pela Receita Federal sobre o assunto perderão a espontaneidade, o que ensejará aplicação de multa de ofício de 75%, mais juros, além do valor principal e, desdobramentos penais, podendo configurar-se improbidade administrativa, inclusive.

A operação já se iniciou no Pará e Amazonas. Os demais estados também serão contemplados nos próximos dois meses.

Publicidade