Tucuruí

Programa de Educação Ambiental é apresentado aos municípios da região da Usina Hidrelétrica Tucuruí

Com o objetivo de viabilizar, junto à comunidade e aos estudantes da rede municipal de ensino dos 12 municípios da área de influência da UHE Tucuruí, uma equipe técnica do …

Com o objetivo de viabilizar, junto à comunidade e aos estudantes da rede municipal de ensino dos 12 municípios da área de influência da UHE Tucuruí, uma equipe técnica do Programa de Educação Ambiental (PEA) da Eletronorte cumpriu entre os dias 20/01 à 1/02 uma agenda de visita aos municípios a montante e jusante da região do Lago de Tucuruí.

A equipe técnica do PEA reuniu com representantes das Prefeituras de Tucuruí, Novo Repartimento, Breu Branco, Goianésia do Pará, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga (Montante), Cametá, Limoeiro do Ajuru, Igarapé Miri, Mocajuba e Baião (Jusante).

Os encontros serviram ainda para definir um Plano de Ação para a educação ambiental junto aos estudantes das regiões de influência que será promovido pela Estatal em conjunto com as prefeituras dos 12 municípios à jusante e montante da UHE Tucuruí.

A proposta é que este projeto seja desenvolvido nas escolas da rede municipal de ensino, envolvendo as secretarias municipais de Educação, de Meio Ambiente e de Agricultura ou Desenvolvimento Rural, promovendo a consciência ambiental nos alunos e nas comunidades dos municípios da região, explica Delciney Nava, coordenador do PEA. A Eletronorte cumpre com isso condicionante proposta pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade – SEMAS.

Constam na proposta apresentada aos representantes dos municípios ações como a realização de oficinas educativas e de capacitação, palestras de sensibilização, sessões de cinema, trilhas educativas, visitas técnicas aos acervos e projetos desenvolvidos pela Empresa, oficinas educativas nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável de Alcobaça e Pucuruí-Ararão, oficinas sobre a cadeia produtiva de agricultura familiar e oficinas voltadas aos pescadores artesanais, dentre outras atividades voltadas para a educação ambiental.

A equipe responsável pelo Programa de Educação Ambiental da Eletronorte é composta por Delciney Nava de Souza, coordenador, Shislena Galvão Botelho Sassi, gerente da OGGA; os técnicos Edilene de Sousa Silva e Ivan Masafret, representante da empresa Ecossis Soluções Ambientais, além de oito educadores ambientais contratados pela Ecossis, com o apoio de técnicos da Superintendência de Meio Ambiente, Paulo Henrique Garcia Gama, Maria de Fátima Lemos Sereno e Katia Moura Machado Newton.

Ao avaliar os encontros promovidos nos municípios para discussões em função do PEA, Ivan Masafret, da Ecossis Soluções Ambientais, tem opinião formada: “É fundamental conhecer a realidade local, pois assim podemos adequar as ações de educação ambiental em cada um dos municípios.”

Compromisso com o meio ambiente

Ciente do seu  compromisso com o meio ambiente e com as comunidades do entorno da Usina Hidrelétrica Tucuruí, a Eletronorte vem desenvolvendo diversas ações de educação ambiental desde o início dos anos 2000, quando começou o processo de licenciamento ambiental da Usina.  Esse trabalho,   feito por meio de diversos programas e ações, conta com importantes parceiros e é complementar  às políticas públicas de educação ambiental  das secretarias municipais de Educação e dos demais órgãos de gestão ambiental.

Conforme conta o gerente do Departamento de Meio Ambiente de Empreendimentos de Geração (EMAG) da Eletronorte, Rubens Ghilardi Junior, o Programa de Educação Ambiental  (PEA)  a ser executado este ano foi  objeto de uma ampla discussão com a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará (Semas).

Os resultados, segundo esclarece,  são positivos e convergem para a continuidade de  um dos compromissos da Empresa com toda a região inserida no  processo de licenciamento ambiental da Usina Tucuruí e será gerenciado pelo Departamento de Meio Ambiente de Geração (OGGA).  “O PEA atual vai abranger  os 12 municípios da área de influência da Usina e tem como público-alvo as escolas e comunidades da região, selecionadas juntamente com as municipalidades”, informa Ghilardi que ainda acrescenta:

– Durante o primeiro ano do programa, as ações deverão ser desenvolvidas em todos os municípios, com a coordenação local da OGGA, seguindo um plano de trabalho detalhado e ao final haverá uma avaliação para buscar melhorias no processo de apoio à  educação ambiental regional.

Deixe seu comentário