Prevenção: Hospital Regional do Sudeste do Pará realiza simulação de incêndio

A simulação de sinistro na casa de saúde serviu para colocar à prova o serviço de combate a incêndio do hospital e de treinamento para 40 colaboradores para atuar em ocorrências reais de urgência dentro da unidade hospitalar
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Visando prevenir sinistros e preservar vidas, o Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP), localizado em Marabá, realizou, nesta quarta-feira (18), o Simulado de Abandono de Emergência em Incêndio Predial, com a finalidade de preparar brigadistas e colaboradores no combate ao fogo. O treinamento é realizado periodicamente para treinar brigadistas para situação real de sinistro.

De acordo com a direção do hospital, além de ser treinado para situações de risco, auxiliando na evacuação de pessoas, o brigadista é capacitado para identificar riscos no ambiente de trabalho, na emissão de pareceres e até na fiscalização do estado de conservação de equipamentos de segurança. Na legislação, é a Norma Regulamentadora nº 23, conhecida como NR-23, que determina as funções do brigadista de incêndio, formado por um grupo de colaboradores voluntários, que passam a maior parte do tempo no mesmo local de trabalho.

Segundo Joline Amorim, engenheira de Segurança do Trabalho do HRSP, o simulado testou a eficácia do plano de emergência, que mostrou situações reais que podem ser enfrentadas durante incêndios na unidade. “Preparamos nossos 40 colaboradores brigadistas para que todos saibam como agir, preservando sua integridade e a de nossos usuários em situações como essa. A resposta do simulado foi positiva, atestando que estamos preparados para qualquer eventualidade”, ressaltou Joline.

O diretor do HRSP, Valdemir Girato, detalha que a casa de saúde possui um sistema de combate a incêndio com mais de 85 extintores, 16 pontos de hidrantes, placas de iluminação e sinalização nos corredores e demais sistemas vitais da unidade, além de alarmes sonoros, visuais e saídas de emergência. “Temos uma preocupação constante em oferecer toda segurança necessária a todos que circulam dentro da unidade. Entre as ações preventivas, é essencial apoiar capacitações periódicas para nossos brigadistas e realizar regularmente a manutenção adequada de todo nosso sistema de prevenção a incêndio”, destaca Valdemir Girato.

Ele observa que o simulado seguiu todas as recomendações do Ministério da Saúde (MS) de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19). A ação também não interferiu no atendimento prestado diariamente aos pacientes da unidade.

O simulado avaliou também a agilidade e o tempo de resposta do Corpo de Bombeiros do Pará, que chegou em poucos minutos ao hospital, prestando toda a assistência necessária para controlar e extinguir os possíveis focos de incêndio, que, na ocasião, foram simulados com máquinas de fumaça.

O Hospital Regional do Sudeste do Pará é uma unidade do governo do Estado, gerenciada pela Pró-Saúde, que presta atendimento 100% gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), sendo referência para mais de um milhão de pessoas no Pará.

(Tina Santos- com informações da Agência Pará)