Prefeitura de Parauapebas finaliza acertos para construir escola na VS-10

Prédio terá 4.700 metros quadrados de área construída e, segundo a Secretaria Municipal de Educação, vai contribuir para acabar com anexos e garantir conforto e dignidade a estudantes.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

De acordo com a Comissão Permanente de Licitação (CPL) da Prefeitura de Parauapebas, que organizou a concorrência de número 3/2019-001 para a Secretaria Municipal de Educação (Semed), a empresa Multisul Engenharia vai construir a escola por R$ 5.968.014,86, cerca de R$ 1 milhão mais barato que a estimativa da administração de Darci Lermen para a empreitada. O governo municipal orçou a obra em R$ 6.976.869,73.

O Blog apurou que a licitação da unidade de ensino foi iniciada em junho do ano passado e que, além da Multisul, as construtoras CHR Edificações, Acauã e Construterra disputavam o contrato, que terá vigência de 12 meses, dez dos quais para a construção propriamente dita. A área construída da escola, de 4.700 metros quadrados, será aproveitada para erguer um prédio de dois pavimentos.

De acordo com a Semed, a construção é necessárias porque a única escola de ensino fundamental existente na VS-10, a EMEF Mário Lago, é um prédio locado e tampouco suficiente para dar conta da demanda atual. Ainda segundo a pasta, o prédio novo terá capacidade de abrigar todos os alunos da área, vai erradicar anexos e garantir infraestrutura adequada e digna a estudantes e profissionais da educação.

Centro para agricultura familiar

Além da Multisul, disputam o contrato de R$ 3.274.112,48 as construtoras RM Abdalla, F & F, Spaço Incorporações, Construjet Consórcio e Acauã. As demais empresas foram limadas da concorrência porque não cumpriram exigências estabelecidas no edital. Vale ressaltar que, quando pronto, o Cetaf vai beneficiar diretamente 20 mil colonos envolvidos com a cadeia agrícola local. Os agricultores familiares, que se espalham em cerca de 900 propriedades no município, movimentam anualmente R$ 41 milhões, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Publicidade