Parauapebas

Prefeitura de Parauapebas apresenta proposta de reajuste salarial em 9% e vale alimentação de R$ 264

Na quinta rodada de negociações sobre o reajuste salarial dos servidores públicos municipais, realizada na noite de sexta-feira (5), o prefeito Valmir Mariano apresentou a proposta de reajuste em 9% …

Na quinta rodada de negociações sobre o reajuste salarial dos servidores públicos municipais, realizada na noite de sexta-feira (5), o prefeito Valmir Mariano apresentou a proposta de reajuste em 9% e o valor do vale alimentação em R$ 264,00 aos representantes dos Sindicatos dos Servidores Públicos de Parauapebas (Sinseppar) e dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp), Subsede Parauapebas.

O percentual de reajuste proposto pela administração municipal baseia-se no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que em 2012 foi de 6,20%. Além de recompor as perdas salariais sofridas em decorrência da inflação, a proposta do governo apresenta ganho real de 2,80%. O INPC abrange as regiões metropolitanas de Belém e outras capitais brasileiras como São Paulo e Rio de Janeiro.

Os representantes do Sinseppar e Sintepp vão convocar os trabalhadores para discutir, em assembleias gerais, a proposta salarial. Governo e sindicatos voltam a se reunir na próxima sexta-feira, 12.

6 comentários em “Prefeitura de Parauapebas apresenta proposta de reajuste salarial em 9% e vale alimentação de R$ 264

  1. amor diluído Responder

    e verdade cade a valorização profissional .somente exigências e nada de um salário digno com condições fidedignas .prédios bons e não alugados e mal preservados na poeira e moffo.sou sindicalizada e to não greve na hora de pedir voto e humilde mas qdo ganha a eleição e o terror

  2. Pedro Martins Responder

    Isso já diz que haverá greve. Mais uma pra cota deste incompetente!

    1. Aqui tem cartel de posto de gasolina, sendo que é mais barato tomar vinho argentino que andar de carro.

    2. Com o aluguel que a gente paga numa kitnet dá pra alugar a casa branca se morássemos nos EUA.

    3. Com o que uma pessoa gasta em alimentos todo mês no peba, dá pra acabar com a fome na África.

    4. Com o dinheiro que a gente paga por uma calça no Peba, dá pra comprar a Lacoste e todas as suas franquias no mundo.

    5. Com o preço de fralda e leite pro meu filho, dá pra abrir uma instituição de caridade em outra cidade.

    6. Com o preço que eu pago na escola da minha filha dá pra manter a USP durante vinte anos.

    7. Eike Batista, quando visitou o Peba, achou os preços um pouco salgados.

    E mesmo assim a prefeitura resolve basear-se num índice usado em capitais como Rio de Janeiro e São Paulo pra nos propor aumento de salário. Pode isso?

    Quando a questão da criação da lei para os procuradores municipais foi discutida, diga-se de passagem secretamente e sem alarde deste blog e de vários outros, além da maioria da imprensa, a prefeitura, independetemente de gestor, aumentou consideravelmente o salário da classe e ainda reduziu-se a carga horária dos mesmos, podendo até ganharem salários acima do teto constituicional, que é do prefeito, por isso o aumento ano passado do subsidio do prefeito passou para mais de R$ 25 mil não houve objeção nenhuma. Com eles o indice usado é acima de 50%, já que a classe é unida. Engraçado que eles ganham mais do que médicos do municipio, que tem mais importancia que os procuradores, estudam mais de 9 anos para conseguirem entrar de vez no mercado. Ou seja, para uns podem e outros não? Se a classe dos servidores, em todos os niveis (fundamental, ensino médio e nivel superior) não for unida, nunca sera anunciado um aumento considerado. Enquanto isso a cidade padece de serviços enquanto secretários e assessores enriquecem da noite pro dia. Caros amigos, vamos grevar que só assim conseguimos o que queremos, pois é nosso direito, nós fizemos concurso, lutamos para passar contra milhares de outros candidatos, penamos nos nossos trabalhos, fazemos horas bestas, sofremos humilhações por parte das chefias, mas nunca deixamos de prestar o melhor serviço para a população, apesar deste salário que mal dá para pagar o aluguel, mal dá para fazer as compras do supermecado, mal dá para comprarmos roupas, mal dá para passearmos com nossos filhos porque nossos gestores entompem a prefeitura de contratados que nada produzem, que só atrapalham. Claro que existem contratados que merecem estar trabalhando, mas tem outros que só atrapalham e muito, principalmente na hora de buscar aumento, pois este mentiroso em campanha falava tanto que ia enxugar a maquina administrativa (temporários) que está fazendo pior que os antecessores.
    Vamos a luta ou não conseguiremos o que queremos!

  3. fabio Responder

    nós servidores queremos vale alimentação nao vale refeição esse valor proposto pela prefeitura é muito baixo ja que tudo na nossa cidade vem aumentando de preço e 9% de reajuste para atual inflação do municipio é brincadeira cade o programa de valorização do servidor se for desse jeito é melhor deixa como ta

  4. may Responder

    Espero que o sintepp lute, realmente, pela classe dos professores municipais e não faça acordos obscuros. Sou sindicalizada, contribuo mensalmente e nao recebo nenhuma correspondencia informando-me sobre as assembleias e as decições tomadas.

Deixe seu comentário