Prefeitura de Canaã cobra revisão do percentual de remessas da vacina contra Covid-19

Ofício encaminhado ao Governo do Pará e Ministério da Saúde pede que envio de doses seja baseado no cadastro de usuários do E-SUS.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
FILE PHOTO: A worker performs a quality check in the packaging facility of Chinese vaccine maker Sinovac Biotech, developing an experimental coronavirus disease (COVID-19) vaccine, during a government-organized media tour in Beijing, China, September 24, 2020. REUTERS/Thomas Peter/File Photo

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Canaã dos Carajás enviou um ofício ao Governo Pará e ao Ministério da Saúde solicitando a revisão do percentual de remessas das vacinas contra a Covid-19. O município informa que 3.170 idosos e 548 profissionais da saúde ainda precisam ser vacinados.

O pedido é para que envio das doses seja baseado no cadastro dos usuários do E-SUS e não nas informações do IBGE, que recebeu a última atualização, há sete anos, em 2014. Segundo a prefeitura, a remessa é insuficiente porque a divergência de informações sobre o número de habitantes. De acordo com o IBGE, a população estimada de Canaã dos Carajás é de 32.336, sendo que apenas no E-SUS, o município tem, atualmente, 52.138 usuários cadastrados.

Os imunizantes são enviados pelo Governo Federal e redistribuídos pela Secretaria de Estado da Saúde do Pará (Sespa), baseando-se nas informações do IBGE. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, Canaã já registra 40.583 eleitores, reforçando a tese da defasagem dos dados.

Por Dayse Gomes