Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Xinguara

Polícia prende suspeita de matar fazendeiro em Água Azul do Norte

Segundo o delegado, o corpo do fazendeiro foi encontrado caído de bruços em uma cama e carbonizado

O crime aconteceu na noite do último domingo (12), na fazenda Santa Maria,  localizada na Zona Rural do Município de Água Azul do Norte. Em seu depoimento, Sueli Sam Trindade Borges de 32 anos, disse que, era por volta das 16 h quando seu marido, o pecuarista Jadir Leal Souto, 77, saiu para olhar o gado que estava no pasto. As horas foram passando e o homem só retornou à residência após às 19h.

Enquanto conversavam no interior da sede, o casal ouviu barulhos e notou que alguém tentava arrombar a porta da cozinha. O pecuarista então, mandou que a esposa fugisse em busca de ajuda, em seguida, correu para o cômodo na tentativa de impedir a invasão.

Ainda segundo Sueli, enquanto buscava por socorro em meio à escuridão, ela sentiu que estava sendo seguida, mas conseguiu escapar até chegar a uma fazenda vizinha onde conseguiu ajuda e ligou para a polícia.

Na companhia dos policiais, Sueli encontrou o marido já sem vida. O pecuarista havia sido assassinado e seu corpo carbonizado em cima de uma cama.

No entanto, a polícia encontrou indícios de que Sueli se contradizia em seu depoimento.

As Janelas – para a polícia, a viúva disse que as janelas da casa estavam no chão porque haviam sido arrombadas de fora para dentro. No entanto, os primeiros levantamentos feitos no local pela equipe de investigadores da polícia civil do Município de Xinguara, ao comando do delegado José Orimaldo, deram conta de que não houve arrombamento pelas janelas. “As janelas não só não foram arrancadas quanto não foram arrombadas de fora para dentro. Estão lá, no mesmo lugar e foram arrombadas de dentro para fora”, declarou a autoridade.

Veja também:  Jovem de 19 anos presa com 2 kg de pasta de coca e rapaz preso com arma

Em razão da contradição , o delegado não hesitou e, na tarde desta segunda-feira (13),  pediu a prisão preventiva de Sueli que permanece à disposição da justiça. “Com base nessas e outras contradições, vamos pedir a prisão preventiva dela à Justiça”, concluiu.

O corpo de Jadir foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) do município de Marabá. O laudo necroscópico deve apontar as causas da morte, se o pecuarista teve o corpo queimado após ser assassinado ou se foi queimado vivo.

Ainda não se sabe se a vítima possuía alguma desavença ou se havia recebido algum tipo de ameaça. O caso segue sendo investigado.

A caminhonete do casal também foi incendiada.

Sueli Sam Trindade Borges, é natural do município de Goianésia do Pará. Em Canaã, ela foi candidata à vereadora nas eleições de 2016 pelo PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), ficando 89º Lugar com apenas 8 votos.

Deixe uma resposta