Polícia Militar interrompe assalto a lanchonete e prende dois assaltantes

Uma guarnição que fazia rondas pelo bairro foi avisada de que havia um assalto acontecendo e se dirigiu ao local, acabando com a festa dos bandidos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Pablo Geovane dos Santos e Tales de Oliveira Souza foram presos na noite desta quarta-feira (9), por volta das 19h30, quando assaltavam funcionários e clientes de uma lanchonete localizada na esquina da Avenida E com a Rua 5, no Bairro Cidade Nova. Com eles, a Polícia Militar encontrou oito celulares tomados das vítimas e um revólver calibre 38, carregado com seis balas, com o qual ameaçavam as pessoas.

Conforme o registro policial, Pablo chegou ao estabelecimento e se dirigiu imediatamente ao balcão. Sacou a arma e ordenou que todos os funcionários e clientes deitassem no chão, na lateral da lanchonete, fora da visão de quem passava pela rua. Depois, passou a tomar os celulares de todos e a dar pontapés no suporte do caixa, na tentativa de abri-lo. Não conseguindo, pegou um funcionário para que este abrisse o equipamento. 

Nesse momento, uma guarnição da Polícia Militar, que fazia rondas ostensivas pelo bairro e foi avisada de um assalto em curso na lanchonete, chegou ao local. Avisado pelo cúmplice sobre a entrada da PM na lanchonete, Pablo Geovane foi logo deitando no chão e jogou o revólver para os policiais.

Percebendo que o colega de crime havia se rendido, Tales começou a gritar que havia reféns. Porém, vendo que não teria sucesso com o blefe, se enfiou entre as vítimas, implorando a uma funcionária que dissesse que ele também era um dos assaltados. Disse que é casado, tem filhos e que estava sendo usado pelo comparsa. Mas, foi identificado como outro integrante da dupla e acabou também algemado. (Caetano Silva)