Polícia Civil prende mais duas pessoas envolvidas no roubo à agência bancária de Cametá

Um homem e uma mulher foram presos em Águas Lindas, no estado de Goiás. A operação apreendeu celulares, drogas e veículos usados no crime
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil do Pará prendeu, nesta quinta-feira (4), mais duas pessoas suspeitas de participarem do roubo à agência bancária no município de Cametá. A ação, deflagrada pela Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos e Antissequestro (DRRBA), prendeu um homem e uma mulher no município de Águas Lindas, no estado de Goiás. 

A “Operação Strike” iniciou após a identificação do núcleo responsável pelo planejamento, organização e execução do crime, resultando na expedição dos mandados de prisão preventiva e busca e apreensão.

Com a localização do casal, a Polícia Civil já conseguiu prender quatro pessoas envolvidas diretamente no planejamento do crime. Nesta quarta-feira, um cabo da Polícia Militar foi preso durante a operação, no município de Tucuruí. Segundo as investigações, ele é um dos principais organizadores do crime, dando apoio logístico ao bando na região de abrangência dos municípios de Cametá, Tucuruí e Baião, além de atuação direta no roubo.

Durante a operação também foram apreendidos aparelhos celulares, entorpecentes e veículos utilizados na logística e preparação do crime.

A “Operação Strike” contou com o apoio de policiais civis das Superintendências de Polícia Civil de Tucuruí e Abaetetuba, de policiais militares da Corregedoria do Comando de Policiamento Regional (CPR IV) e policiais civis do Grupo Antirroubo a Banco (GAB/Deic), da Polícia Civil de Goiás.

O primeiro envolvido na ação foi preso no dia 17 de dezembro pelas equipes da DRRBA/DRCO em Wanderlândia, município do estado do Tocantins.

Por Dayse Gomes