Polícia Civil incinera mais de duas toneladas de cocaína

Material foi encontrado em um sítio na Ilha de Mosqueiro
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Sete fornos foram utilizados durante a incineração de dois mil e trezentos quilos de cocaína apreendidos durante a operação “Narcos II”, realizada pela Polícia Civil. O ato de incineração aconteceu na Cerâmica Feijoal, localizado em Santa Izabel, região metropolitana de Belém, e contou com a participação de representantes de todos os órgãos envolvidos na operação.

“É uma satisfação enorme para a Marinha do Brasil ter apoiado a Polícia Civil, com o transporte logístico, por meio do 2°batalhão de operações ribeirinhas”, informou o capitão de fragata Flávio Moraes. A Guarda Municipal de Belém também colaborou na ação com 60 guardas e duas cadelas.

“Foi feito um serviço de busca com o cachorro em toda a propriedade, na mata e mangue. O local é de difícil acesso. A atuação do nosso canil foi essencial para fazer um mapeamento das buscas”, relatou o inspetor Guilherme, diretor de operações da Guarda Municipal de Belém.

Antes de serem incinerados, os entorpecentes passaram pelo processo de perícia, realizada pelos servidores do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

“O CPC botou o ponto final em toda essa investigação em todo trabalho da Polícia Civil. A nossa função é identificar especificidade de cada tablete de cocaína. Desta vez, o nosso serviço foi realizado na Delegacia Geral devido a grande quantidade de material. Levamos todo o nosso aparato para dentro da sede da Polícia Civil”, explicou Celso Mascarenhas, diretor do CPC Renato Chaves.

De acordo com o diretor de Polícia Metropolitana, Marco Antônio Duarte, as investigações sobre o caso continuam. “O inquérito foi tombado e temos 30 dias para concluir. A nossa missão é identificar outros envolvidos neste caso de tráfico e para onde a droga seria encaminhada”.

A Superintendência da Região Metropolitana, por meio das Seccionais de Mosqueiro e Cidade Nova, além da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais, iniciaram a operação “Narcos II”, no domingo (16) com finalização nesta quarta-feira a qual apreendeu mais uma tonelada de cocaína em um sítio localizado em Mosqueiro, distrito de Belém. Na tarde do domingo, policiais civis já tinham apreendido uma tonelada de cocaína no mesmo local.

Duas pessoas foram presas, em flagrante, durante a ação: Luis Evito dos Santos Carvalho e o peruano James Tamuana Schika. Tamuana foi preso pela Polícia Federal em 2009. Ele foi condenado pela Justiça Federal brasileira a 29 anos de prisão por tráfico de drogas e formação de quadrilha e estava foragido.

Fonte: Agência Pará

Publicidade