PM reage a agressão e mata foragido da Cadeia Pública de Parauapebas

O detento ganhou direito à saída temporária no Dia dos Pais, mas não retornou à cadeia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Sidney Thalles Silva Lima foi morto em confronto com a PM

Continua depois da publicidade

A Polícia Militar matou, por volta das 16h20 desta terça-feira (27), Sidney Thalles Silva Lima, 21 anos, foragido da Cadeia Pública de Parauapebas, onde cumpria pena por tráfico de entorpecentes. 

Uma guarnição da Ronda Ostensiva com o Apoio de Motos (Rocam) recebeu a informação de que ele estava escondido em uma casa na Rua 8, no Bairro Cidade Nova. Ao entrarem no local, os policiais militares, segundo relataram em Boletim de Ocorrência, foram recebidos a bala e, para se defender, atiraram em Sidney. 

Sidney foi condenado, em abril de 2019, a cinco anos e nove meses de cadeia por tráfico de drogas, após ter sido flagrado, em agosto de 2018, com dois quilos de maconha, no Bairro Cidade Nova. Por bom comportamento na prisão, este ano ele teve direito à saída temporária do Dia dos Pais – em agosto passado.

Foi o próprio pai de Sidney que o apanhou na cadeia e o levou para casa. No dia marcado para que retornasse à prisão, o homem foi buscar o filho, mas este disse que não mais voltaria a ficar preso.

Hoje, segundo a PM, ao entrarem na casa em que Sidney estava e anunciarem que ele estava preso, o rapaz disparou contra a guarnição, que revidou os tiros, matando-o.

Na casa, os PMs encontraram um revólver calibre 38, duas munições deflagradas e quatro intactas, além de uma balança de precisão e 71 gramas de maconha. (Caetano Silva)