PM prende dupla de assaltantes que fazia arrastões em Parauapebas

Eles foram denunciados por populares no Bairro Vale do Sol e, quando viram a polícia, tentaram fugir
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Objetos encontrados em posse da dupla

Continua depois da publicidade

Jhonatan Pereira Dias de Oliveira, 25 anos, o Neguinho, e José Mauro dos Santos Gouveia, 32, foram presos na tarde desta segunda-feira (13), pela Polícia Militar, acusados de cometerem vários assaltos em Parauapebas. Com eles foi encontrada uma imitação de arma de fogo, vários celulares, um relógio, cartões de saque bancário, documentos e uma motocicleta roubada.

Uma guarnição da Polícia Militar foi informada de que próximo à ponte do Bairro Vale do Sol, um indivíduo conhecido como “Neguinho” estaria ameaçando os moradores, e passaram a fazer rondas na área. Ao perceber a aproximação da guarnição, Jhonatan e José Mauro fugiram para o interior de uma casa rapidamente, levantando suspeitas. 

Os PMs perceberam que Jhonatan descartou dois objetos antes e, ao chegarem à porta do imóvel, encontraram uma porção embalada de maconha. Quando entraram, Jhonatan jogou, por uma abertura no assoalho do banheiro, a imitação de arma. 

No local, os policiais militares também encontraram uma moto de placa OSY-4686. Tanto Jhonatan quanto José Mauro não souberam explicar a procedência dos objetos encontrados e foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, onde, até o final da tarde, já haviam sido reconhecidos por seis vítimas – as quais afirmaram que a dupla estava fazendo arrastões na cidade.

Jhonatan e José Mauro

A polícia suspeita que “Neguinho” tenha mais dois comparsas que se revezavam em duas motos roubadas. A moto encontrada com a dupla foi tomada em um assalto no início da tarde de sábado (11). Logo em seguida, Jhonatan e José Mauro assaltaram quatro homens que aguardavam transporte para subir a Serra dos Carajás.

Uma das vítimas, que pediu para ter a identidade preservada, contou que, nesta segunda-feira, por volta as 14h30, havia acabado de almoçar, quando os dois entraram pelo portão da casa, que estava entreaberto. Deram boa tarde e logo anunciaram o assalto. Enquanto um vigiava o portão, o outro tratou de pegar cinco celulares e três relógios, se retirando em seguida. (Caetano Silva)

Publicidade