Pela primeira vez, Semsa realiza reunião ordinária sobre PCCR dos servidores da Saúde

Secretário Gilberto Laranjeiras conseguiu reunir representantes de toda a rede de Saúde do município e vereadores para começar a elaboração do plano de cargos e carreiras
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Pela primeira vez, desde que Parauapebas foi emancipada, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) se debruça para concretizar uma reinvindicação que sempre fez parte da pauta dos servidores da pasta: elaborar e aprovar o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) da categoria, que é uma ferramenta decisiva para a estruturação de cargos e salários, em que são definidas as atribuições, deveres e responsabilidades dos cargos, com seus respectivos níveis salariais.

No PCCR ficam definidas ainda as possíveis promoções do servidor e o tempo em que podem ser alcançadas, o que dá segurança ao trabalhador concursado. E foi nesta terça-feira (27) que a Semsa realizou a primeira reunião sobre a construção do plano, numa iniciativa do titular da secretaria, Gilberto Laranjeiras.

“Estamos em reunião, com todos os membros presentes unidos, com a única finalidade de elaborarmos o PCCR para os servidores da Saúde, para que eles tenham mais esse benefício como servidor público municipal. Vale destacar que esse fato é inédito em 31 anos de Parauapebas,” lembrou Laranjeiras.

Na reunião, o primeiro passo foi aprovar a criação de uma comissão, com representantes de todos os órgãos envolvidos, para elaboração do PCCR. “É o início da regularização do PCCR dos servidores da Secretaria de Saúde, o que vai acabar com a informalidade das prestações da relação do trabalho dos servidores da saúde, criando cargos inerentes à função que cada um exerce,” disse o presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Parauapebas, vereador José das Dores Couto, o Coutinho, que passou quase dois anos à frente da Semsa.

O vereador Zacarias Marques, presidente da Comissão de Finanças e Orçamento do Legislativo municipal, elogiou a iniciativa. “Tivemos um histórico complicado com relação ao PCCR dos servidores da saúde, mas hoje tivemos uma oportunidade inédita de todos os sindicatos reunidos e do Conselho Municipal de Saúde para a elaboração do PCCR. Isso significa um ganho exorbitante para os servidores da saúde,” frisou ele.

Também participaram da reunião a diretora de Vigilância em Saúde, Michele Ferreira; o diretor de Planejamento e Gestão do SUS, Alexandre Santos; a diretora administrativa do Hospital Geral de Parauapebas (HGP), Natacha Flora; a assessora jurídica da Semsa, Selene Umeda Teruya; a presidente do Conselho Municipal de Saúde de Parauapebas (CMSP), Leonice Oliveira; a diretora de comunicação do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa), Verônica Costa; o membro do Conselho Municipal de Saúde, Marcilon de Sousa; o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Parauapebas (Sinseppar), Marden Henriques; e o chefe de gabinete do vereador Marcelo Parcerinho, Eliesio Costa da Silva.

Relacionados