Paróquia de São Francisco, em Marabá, prepara encenação da Paixão de Cristo

O espetáculo sacro envolve 200 pessoas, entre atores, figurinistas, maquiadores e outros, é encenado em cinco dias e assistido por um público estimado em 6 mil pessoas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Como já vem acontecendo há cerca de 20 anos, de 29 de março a 12 de abril próximos, a comunidade católica do Núcleo Cidade Nova vai se emocionar e mais uma vez poder refletir sobre os últimos dias de Jesus Cristo neste mundo. É quando acontece a encenação da Paixão de Cristo, interpretada por atores da Paroquia São Francisco de Assis, de três comunidades: São João Batista, do Bairro Laranjeiras; Santíssima Trindade, do Bairro Quilômetro Dois; e São Francisco, do Cidade Nova.

De acordo com o engenheiro civil João Carlos Gava Júnior, 27 anos, coordenador-geral da produção teatral, embora a encenação aconteça há aproximadamente duas décadas, foi nos últimos 10 anos que o espetáculo sacro, que a cada representação atrai um público maior, ganhou cenários e figurinos mais elaborados, engrandecendo mais ainda a representação.

Hoje, a encenação da Paixão de Cristo envolve perto de 200 pessoas, entre atores, figurinistas, maquiadores e outros participantes, cujo trabalho é absolutamente voluntário, em nome da fé. Mas, montar o espetáculo tem um custo de aproximadamente R$ 10 mil.

Esse dinheiro é angariado por meio de promoções feitas nas comunidades, como feijoadas e outros, e também com a ajuda de algumas pessoas de boa vontade.

Os ensaios já começaram, acontecem aos domingos, no pátio da Igreja São João Batista, no Laranjeiras, a partir das 14h. O figurino está quase todo pronto, confeccionado pelos próprios fiéis da Igreja. A encenação, dividida em cinco dias, acontece sempre à tarde, à exceção da chegada de Jesus a Jerusalém, no Domingo de Ramos, que ocorre pela manhã.

A representação, que acontece em cinco cenários, reúne 40 atores, mais de 120 pessoas na produção e, este ano, dever ser assistida por cerca de 6 mil pessoas, já virou um evento importante do calendário de Marabá. Começa no próximo dia 29 de março, com a tentação de Cristo no deserto. No Domingo de Ramos, dia 5 de abril, segue com a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém.

Na quinta-feira, 9 de abril, a encenação prossegue com a última ceia e a prisão de Cristo. Na sexta-feira, 10, ocorre a representação de Jesus diante de Herodes, depois diante de Pilatos e a condenação e crucificação. No domingo, dia 12, Jesus ressuscita.

Por Eleuterio Gomes – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Marabá
(Fotos/Lucca Photographer)

Publicidade

Posts relacionados