Parauapebas vai contratar serviços de tomografia para atender rede pública

Investimento é de R$ 3,815 milhões para custeio de exames com laudos em até 4 horas e em até 4 dias. Rede pública de saúde de Parauapebas atende também a municípios circunvizinhos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Um dos exames diagnósticos por imagem mais demandados nos últimos meses, por conta da pandemia de coronavírus, será amplamente ofertado à população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS) de Parauapebas. A tomografia computadorizada é alvo de pregão eletrônico que o governo de Darci Lermen pretende realizar na próxima terça-feira (3), a fim de registrar preços para contratar uma prestadora de serviços que entregue laudos diagnósticos em até 4 horas e, também, em até 4 dias.

As informações foram levantadas com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu e podem ser conferidas aqui. A ideia é fechar um pacote com até 46.800 laudos, cujos procedimentos serão realizados futura e eventualmente, caso haja demanda. Para tanto, a Prefeitura de Parauapebas poderá desembolsar até R$ 3,815 milhões com recursos do provenientes Fundo Municipal de Saúde.

De acordo com a administração municipal, a contratação vai atender a demanda do Hospital Geral de Parauapebas (HGP) e do Pronto-Socorro Municipal, e os exames são imprescindíveis para a realização de inúmeros procedimentos de urgência, emergência e eletivos de toda rede de saúde local. Hoje, além de pacientes residentes em Parauapebas, cidadãos de municípios como Curionópolis, Água Azul do Norte, Eldorado do Carajás e até Xinguara acessam serviços da rede pública de saúde de Parauapebas.

O Blog foi às contas e calculou, com base numa população atual de 245 mil habitantes do município e 87 mil beneficiários de planos de saúde cadastrados na base da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em março deste ano, a existência de um batalhão de 158 mil parauapebenses dependentes diretamente dos serviços do SUS.

Produção ambulatorial

Atualmente, de acordo com dados do Ministério da Saúde, Parauapebas é o 4º município com maior produção ambulatorial do SUS no Pará, com 1,2 milhão de atendimentos realizados, atrás apenas de Santarém (1,22 milhão), Ananindeua (1,291 milhão) e Belém (11,14 milhões). Os dados são do período de janeiro a maio deste ano.

Confira a produção ambulatorial em Parauapebas nos primeiros cinco meses deste ano, conforme apurado pelo Blog do Zé Dudu para os 10 maiores tipos de atendimento.

PROCEDIMENTOS MAIS REALIZADOS NO SUS DE PARAUAPEBAS

Consultas / Atendimentos / Acompanhamentos: 497.053

Diagnóstico em laboratório clínico: 340.331

Coleta de material: 162.963

Autorização / Regulação: 95.959

Diagnóstico por radiologia: 20.479

Diagnóstico por teste rápido: 19.264

Fisioterapia: 13.690

Diagnóstico em vigilância epidemiológica e ambiental: 12.926

Métodos diagnósticos em especialidades: 10.647

10º Diagnóstico por ultrassonografia: 5.641