Parauapebas: Projeto “Sacola Literária” quer estimular hábito da leitura nas escolas municipais

O projeto foi desenvolvido pelo Itaú Social em parceria com diversos órgãos e está previsto para começar em setembro deste ano. Ação defende a importância da leitura para crianças e adolescentes por meio de atividades dinâmicas, resumos literários, delivery de livros, troca de experiências, vídeos publicados nas redes sociais, spot de rádio e visitas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Visando desenvolver o hábito da leitura entre alunos das escolas da rede municipal de ensino de Parauapebas, o Itaú Social desenvolveu o projeto “Experiência em Redes – Sacola Literária”. O projetos foi desenvolvido em parceria com Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Parauapebas (Apae), Projeto Pescar/Laboratório Aliança, Fundação Bom Samaritano, Grupo Escoteiro Mata Verde (Gemave), Associação Ramos Parauapebas de Karatê Educacional (Arpaki), Instituto Paraense de Desporto Cultural e Desenvolvimento Social – Samurai Zen e Pastoral da Aids Norte 02.

O objetivo é estimular a colaboração das Organizações da Sociedade Civil no aprimoramento dos processos educacionais para crianças e adolescentes do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino de Parauapebas. A ação aborda a importância da leitura para crianças e adolescentes por meio de atividades dinâmicas, resumos literários, delivery de livros, troca de experiências, vídeos publicados nas redes sociais, spot de rádio e visitas.

A ideia é estimular através dos livros a vivência de emoções, o exercício da fantasia e da imaginação, promovendo o desenvolvimento do vocabulário com a leitura e a escrita. O projeto está previsto para começar em setembro e previsão de terminar em novembro deste mesmo ano, quando será realizado um festival literário, com apresentação de todos os resumos feitos por alunos, premiações, além de troca de experiências, declamação de poemas e muita leitura.

Tina DeBord