Parauapebas está em busca de um zagueiro experiente e confirma jogo amistoso em Canaã

A diretoria do PFC quer contratar um zagueiro xerife e marca jogo contra a Seleção de Canaã dos Carajás
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Parauapebas Futebol Clube segue treinando firme para a sua estreia na Segundinha do Parazão 2020. A diretoria do PFC confirmou uma partida amistosa diante da Seleção de Canaã dos Carajás para o próximo sábado (10), às 16h, no Estádio Benezão, em Canaã. Como a semana é de jogo, o técnico Wilson Itupiranga vem pegando pesado nos treinamentos visando a melhor formação da equipe.

Na tarde desta quarta-feira (07), o elenco do Gigante de Aço foi até a zona rural de Parauapebas, na comunidade do Cedere I, para realizar um coletivo apronto de olho no amistoso contra a Seleção de Canaã dos Carajás. O técnico do PFC vem trabalhando com a garotada da cidade e da região, pretendendo montar uma equipe competitiva em busca do acesso para a elite do futebol paraense. A diretoria confirma interesse em um zagueiro experiente.

“Estamos trabalhando com a necessidade. Hoje estamos vendo que precisamos de um zagueiro, que ele possa chegar e ser um xerifão e a gente está buscando no mercado esse zagueiro, porque aqui na região não encontramos nenhum defensor com esse perfil que o elenco precisa hoje, mas logo vamos encontrar esse jogador para fechar a contratação e ele possa defender as cores do Parauapebas”, disse Pedro Neto, presidente do Parauapebas.

O elenco do Parauapebas está montado por 25 jogadores visando a Segundinha, tendo como destaques os atacantes Vinícius índio e Tiago Mandi. Vários atletas estão sendo oferecidos ao técnico Wilson Itupiranga, mas a diretoria do clube não vai fugir da realidade atual e vai focar o trabalho em cima dos garotos da cidade, já que o regulamento do estadual permite apenas cinco jogadores acima dos 23 anos entre os 11 titulares.

“Nós iniciamos um trabalho que é dar oportunidade a moçada da casa e a nossa proposta não vai fugir disso, tanto é que a maioria dos atletas são garotos da região. Nós tivemos uma semana de testes e avaliações e foram cortados alguns garotos porque ainda não estavam preparados para disputar uma Segundinha do Parazão, que é um campeonato muito acirrado e disputado, e de tiro curto. Em 15 dias você sabe se classifica ou não, mas se Deus quiser nós vamos conseguir esse acesso”, finalizou Pedro Neto.

Por Fábio Relvas / Foto: Mateus Miranda