Parauapebas empossa membros de sua primeira academia de letras

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Numa noite histórica e memorável, foram empossados na noite desta quarta-feira (3), no espaço de eventos do Atrium Hotel, a primeira diretoria e demais membros da Academia Parauapebense de Letras (APL), para o biênio 2014/2015.

A solenidade de posse da APL, que tem como patrono Pedro Cláudio de Moura Reis (PC Reis), foi presidida pelo escritor Alcy Boris de Souza Meira, presidente da Academia Paraense de Letras, com sede em Belém.

ok-Academia4

A mesa foi composta, além de Alcy Meira, por Paulo da Silva, presidente da Academia Parauapebense de Letras; juiz Líbio Araújo Moura, presidente do Fórum de Justiça de Parauapebas; vereador Josineto Feitosa, presidente da Câmara Municipal; Fernando Veras, secretário municipal de Cultura; professor Rui Amorim, adjunto da Secretaria Municipal de Educação; Jakson da Silva e Souza, presidente da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Parauapebas; entre outros.

Para tomar posse como os primeiros diretores e membros da instituição literária, o presidente da solenidade convidou os acadêmicos, que trajavam vestimenta apropriada, denominada opalanda, para assinar e receber o diploma, obedecendo à seguinte ordem:

ok-Academia7 2

  • Paulo da Silva Reis (presidente), ocupando a Cadeira nº 1, cujo patrono é Gonçalves Dias;
  • Terezinha Rita Guimarães Lima (vice-presidente), na Cadeira 2, que tem como patrono Paulo Freire;
  • Waldir Pereira Silva (primeiro secretário), Cadeira 3, tendo como patrono Manuel Bandeira;
  • Josivaldo Lima Rodrigues (segundo secretário), ocupando a Cadeira 4, cujo patrono é Patativa do Assaré;
  • Rubens Motta de Azevedo Moraes Junior (primeiro tesoureiro), na Cadeira 5, que tem como patrono Benedito Nunes;
  • Denilson Elias Lima Silva (segundo tesoureiro), Cadeira 6, tendo como patrono Nilson do Amaral Fanini;
  • Rosa Ibiapina Cavalcante Barros (diretora de biblioteca), ocupando a Cadeira 7, do patrono Fontes Ibiapina;
  • Carmem Elizabete Garuzzi (membro), na Cadeira 8, cujo patrono é Rachel de Queiroz; e
  • Marcony Rodrigues da Paixão de Castro (membro), Cadeira 9, que tem como patrono Rubem Alves.

ok-Academia8 2

Após a posse dos nove acadêmicos, o presidente Paulo da Silva Reis, com a mão direita estendida, leu o juramento dos deveres dos membros de academia, enquanto os demais membros se mantinham em silêncio na mesma posição.

Convidados para o evento, três músicos (teclado, sax e voz) da escola de música Maestro Waldemar Henrique fizeram a execução dos hinos brasileiro e paraense. Em seguida, Alcyr Meira fez a leitura de um de seus trabalhos intitulado “A estética da palavra”.

Durante a cerimônia, foi servido coquetel aos mais de 100 convidados e a solenidade foi encerrada com show do cantor Ivan Cardoso.

Fonte: Waldyr Silva