Parauapebas: CDL oficia Depol quanto a grande insegurança no comércio local

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Nos últimos 15 dias, o comércio de Parauapebas tem sofrido com os constantes assaltos. Segundo o presidente da CDL Parauapebas, Daniel Lopes, o modus operandi da quadrilha que opera é o mesmo e nenhuma ação dos responsáveis pela segurança pública é vista para que tal quadrilha seja presa.

Visando cobrar tais ações, o presidente da CDL Parauapebas encaminhou ofício ao diretor da 20ª Seccional de Polícia Civil em Parauapebas requerendo, em caráter emergencial, reforço na área de segurança no comércio local, investigação dos casos já ocorridos e prisão dos envolvidos.

Acompanhe abaixo, Ipsis litteris, o ofício encaminhado ao delegado Antônio Miranda:

AO
ANTONIO MIRANDA NETO
DELEGADO DE POLICIA DE PARAUAPEBAS – PA

ASSUNTO: FALTA DE SEGURANÇA PUBLICA NO COMERCIO DE PARAUAPEBAS

CAMARA DOS DIRIGENTES LOJISTAS DE PARAUAPEBAS – CDL, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ n. 05.888.680/0001-94, com sede na Rua 24, n. 02, Rio Verde, Parauapebas, Pará, representada por seu representante legal, vem com devido respeito informar e requerer o que segue, conforme exposição de motivos.

Tendo em vista, os constantes assaltos ocorridos em nosso comércio local, em especial as lojas: KARIBE PRESENTES, OYAMOTA E OUTRAS. Deixando-nos além do prejuízo material, toda a classe dos comerciantes assustada diante da insegurança e fragilidade do nosso policiamento investigativo e ostensivo, frente a quadrilha organizada que vem realizando estas séries de assaltos em plena luz dia e horário comercial.

Ademais, o que se constata junto aos comerciantes (vitimas) que modus operadi dos criminosos são os mesmos, o que confirma tamanha audácia e destemor dos assaltantes diante da sociedade e da policia local.

No norte verificamos que temos urgência em combater ostensivamente todas as ações criminosas em nossa comunidade.

Assim sendo, requeremos em caráter emergencial a necessidade de reforçar o policiamento nos locais de grande movimento comercial, através da Policia Militar e conjuntamente com a delegacia de policia civil intensificar as investigações nos assaltos já realizados para solucionar estes crimes e colocar em cárcere estes criminosos.

Parauapebas – PA, 25 de Setembro de 2012.

DANIEL PEREIRA LOPES

PRESIDENTE CDL

Publicidade