Pará reduz em 65% os focos de calor em setembro, segundo dados da Operação Fênix

A operação, que está na terceira edição no estado, realiza o combate a incêndios florestais nos principais epicentros de focos de calor no Pará, que são as regiões sul e sudeste
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Número de focos de calor no estado reduziu em 65% em setembro

Continua depois da publicidade

O comando da Operação Fénix divulgou, no último fim de semana, o balando das atividades referentes ao mês de setembro. De acordo com os dados, as ações da operação conseguiram reduzir em 65% os focos de calor no Pará no mês passado, um dos meses considerados mais críticos em queimadas e incêndios florestais na região Amazônica.

O dado positivo é considerado um marco histórico no combate a incêndios florestais em todo Pará. A 3ª edição da operação, que acontece desde 2019, realiza o combate a incêndios florestais nos principais epicentros de focos de calor no estado, que são as regiões sul e sudeste.

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE- BDQUEIMADAS, durante esse tempo, também houve a diminuição do desmatamento nestas áreas. Esse dado positivou retirou o Pará do topo da lista dos que mais desmatam no país.

Segundo os dados, em setembro deste ano, o estado teve 3.828 focos de calor. Uma queda de 65%, ao comparar com os 10.876 focos do mesmo mês do ano passado.

A Força Estadual de Combate ao Desmatamento no Estado do Pará tem a coordenação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). Ela é integrada pelo Corpo de Bombeiros e outros órgão de controle ambiental e da Segurança Pública.

Tina DeBord- com informações do CBM