Operação Olho de Hórus combate desvios de recursos públicos em Altamira

O vereador Roni Heck, ex-secretário de Educação, e a mulher dele, atual titular da pasta, estão no centro das investigações da Polícia Federal
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Como referência ao olho que tudo vê, a Polícia Federal em parceria com a Polícia Civil paraense realizou na manhã de hoje (21), a operação Olho de Hórus, cujo objetivo central é o combate ao desvio de recursos públicos, lavagem de dinheiro e fraudes em licitações do Fundo Municipal de Educação do município de Altamira, na região oeste paraense. Participaram da ação 30 policiais.

A operação é desfecho de uma investigação sobre desvio de recursos a partir da apreensão de uma carga de materiais de construção encontrada na residência do vereador Roni Heck, ex-secretário de Educação de Altamira, adquirida com recursos da pasta, conforme denúncia anônima. No dia 15 de abril do passado, o vereador foi ouvido pela Polícia Civil e negou qualquer envolvimento em ato ilícito.

Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede do município e no distrito de Castelo dos Sonhos, distante quase mil quilômetros do centro da cidade. Além das medidas de busca, há também o cumprimento do afastamento das funções da Secretária de Educação, Márcia Danielle Rodrigues, e do vereador Roni Heck, dos seus cargos.

O parlamentar é marido de Danielle e ocupou a pasta da Educação nos anos de 2018 e 2019, deixando o cargo em novembro do ano passado para reassumir a função no Legislativo.

Na residência de um dos alvos foi encontrada arma sem registro. A situação do armamento será verificada e caso seja comprovada a irregularidade, será lavrado o devido flagrante.

O nome da operação é uma referência ao olho que tudo vê, representando vigilância e proteção mesmo nesta época de pandemia.

O Portal da Transparência do Governo Federal informa que em 2019 R$ 166 milhões foram transferidos ao município pelo FNDE. Em 2020, os recursos transferidos somam, até a data de hoje, R$45.249.905,35.

Antonio Barroso (Com informações da Assessoria de Imprensa da PF)

Publicidade