Operação Fauda, da Polícia Civil prende 10 pessoas na Região do Lago de Tucuruí

A operação teve como objetivo cumprir 11 mandados de prisão preventiva e sete de busca e apreensão, relacionadas a suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas em vários municípios
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Dez pessoas foram presas na Região do Lago de Tucuruí, acusadas de tráfico de drogas e associação ao tráfico nas cidades de Breu Branco, Tucuruí, Goianésia do Pará e Região Metropolitana de Belém durante a Operação Fauda, que em árabe significa caos. Deflagrada na manhã de quinta-feira (12), pela Polícia Civil do Pará, a operação teve como alvo o cumprimento de 11 mandados de prisão preventiva e sete de busca e apreensão, relacionadas a suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas nos municípios citados, tendo como origem Breu Branco.

Durante três meses a investigação apontou que havia uma conexão entre traficantes do lado de fora e de dentro do Centro de Recuperação Regional de Tucuruí (CRRT) para o fornecimento, entrega e comercialização de drogas. Em vistorias nas celas do CRRT, nos meses de outubro e novembro, os policiais apreenderam diversas porções de drogas, aparelho celulares e até armas brancas de fabricação caseira.

Na Operação Fauda, os policiais contaram com a participação do Núcleo de Apoio à Investigação e a ação resultou na prisão de 10 pessoas, das quais quatro mulheres e um agente prisional. Todos os mandados de busca e apreensão também foram cumpridos. Em Goianésia uma mulher foi presa com 38 mucas (porções) de maconha.

Nas buscas, a Polícia Civil apreendeu mais materiais relacionados ao tráfico de drogas que serão analisados pelos policiais civis a partir da próxima semana.

Participaram da operação os policiais civis da Diretoria de Polícia do Interior, da Superintendência de Tucuruí, da 15 Seccional Urbana de Tucuruí, da Deam de Tucuruí e das Delegacias de Tailândia, Goianésia, Breu Branco e Novo Repartimento.

(Antonio Barroso)

Publicidade