Onde há fumaça, há fogo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Notícias oriundas alta cúpula da administração municipal dão conta de que gestor da SEMOB está sendo literalmente “frigido”  por alguns de seus antigos pupilos petistas. O esquema é fazer com que ele jogue a toalha imediatamente e deixe o cargo. A crise é de graúda magnitude e pode culminar com exonerações em massa que deixarão descontentes alguns fortes aliados do prefeito.

É uma guerra total a disputa por espaços dentro do governo Darci Lermen. A cada dia aparece uma nova notícia decorrente da ineficiência do prefeito em gerir os egos de alguns novos milionários radicados na PMP e que não querem de forma alguma largar o osso.

Ainda hoje deve ocorrer uma reunião onde se tentará fumar o cachimbo da paz e acabar com a batalha que teve início nas convenções partidárias do PT no ano passado, passou pela eleição da nova Câmara Municipal e se agravou com a filiação de João Fontana no PMDB.

A pressão é muito grande e é hora do prefeito encerrar essa disputa de uma vez por todas, caso contrário ficará refém de pessoas desqualificadas que até o momento não disseram a que vieram e que sugam os cofres públicos como se fossem as tetas de uma generosa vaca leiteira, sem a preocupação com o futuro dos que os cercam.

É necessário que Darci tome logo atitudes como a reforma do secretariado, fato que vem deixando em polvorosa algumas das brilhantes mentes da administração parauapebense. A não ser que tudo isso não passe de um grande teatro que, no futuro, venha fortalecer politicamente uns e outros desejosos do poder.

Publicidade