No Maranhão, polícia prende mais dois acusados de envolvimento na morte de Altamiro Soares.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

image

Uma ação conjunta do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) da Polícia Civil de Marabá e da Polícia do Maranhão prendeu ontem (27) em Balsas, Maranhão, os foragidos Ailton Pereira Lima, o Bazuca e Ricardo Soares da Silva. Os dois estavam com mandados de prisão expedidos  pela justiça paraense pois são acusados de participação na morte do empresário Altamiro Borba Soares, em 22 de julho passado quando o mesmo entrava em uma agência da Caixa Econômica Federal, em Parauapebas, para efetuar um depósito bancário.

As primeiras informações dão conta que com os presos foi apreendida uma pistola 380 que pode ter sido usada no latrocínio do empresário, todavia, informou o delegado Thiago Carneiro, será necessário uma perícia na arma apreendida para confirmar a informação.

“Bazuca” e Ricardo são considerados os mentores intelectuais do latrocínio de Altamiro e eram os últimos foragidos entre os envolvidos no caso. Eles foram recambiados para Marabá e aguardam posicionamento do juiz da Vara Penal de Parauapebas, Líbio Moura, para serem transferidos para a capital paraense, onde aguardarão à disposição da justiça.

Parabéns às polícias Civil e Militar do Pará que, em noventa dias efetuou a prisão de todos os envolvidos nessa ação que tanto comoveu a população de Parauapebas. Agora aguardaremos a conclusão do inquérito policial para que os presos possam ser julgados com a mesma celeridade para que a justiça seja feita.

Relacionados