Município de Moju se prepara para Eleição Suplementar do próximo domingo

A eleição se dará depois que o prefeito Deodoro Pantoja e seu vice foram cassados por abuso de autoridade e de poder político
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Com mais de 50 mil eleitores aptos à votação, o município de Moju, no nordeste paraense, realiza neste domingo, 24, a Eleição Suplementar para escolher novo prefeito. Por meio da resolução de n° 5.451, o Tribunal Regional Eleitoral do Pará determinou novas eleições no município para os cargos de Prefeito e Vice-Prefeito. O TRE do Pará decidiu, por três votos a dois, pela cassação dos mandatos do então prefeito, Deodoro Pantoja da Rocha (PSDB) e de Jamilson Edmundo da Costa Santos, o “Jardel”, vice-prefeito, eleitos com 18.263 votos em 2016, por abuso de autoridade e de poder político, com conduta vedada à agente público, propaganda institucional em período vedado, além da contratação de 640 funcionários municipais temporários, confirmando decisão do juízo eleitoral de Moju de maio de 2017.

Desde o afastamento do prefeito e do vice, Moju vem sendo governada pelo vereador Leandro da Rocha, filho do prefeito cassado.

Nilma Lima, do MDB, e Edílson Martins, o “Cheira Flor”, do PSDB, concorrerão ao cargo no próximo domingo.

Para que o pleito aconteça da melhor forma possível, o TRE do Pará elaborou uma grande logística com o intuito de garantir que todo eleitor possa exercer o seu papel como cidadão. Serão 66 locais de votação espalhados pelo município, com 35 pontos de transmissão utilizando a tecnologia JE Connect, que permite maior rapidez na contagem dos votos.

O Tribunal conta com o apoio de 903 mesários voluntários, além dos servidores da Justiça Eleitoral, força Policial, membros da Junta Apuradora e Transporte, que estarão atuando diretamente nas atividades desta eleição.

Justificativa Eleitoral

Vale ressaltar que não será disponibilizado o formulário de justificativa eleitoral e nem serão instaladas as mesas receptoras de justificativa. O eleitor que não puder comparecer a sua seção tem até 60 dias após a realização do pleito para justificar a sua ausência.

Segundo o Tribunal Regional do Pará, o município de Moju conta com 50.511 eleitores aptos a votar. O TRE-PA informou ainda que nesta eleição, 1.754 eleitores votam pela primeira vez; que 51,59% do público eleitoral é masculino; e 2.644 eleitores estão irregulares com a Justiça Eleitoral e não poderão votar.