Mulher pilotando moto avança preferencial e morre em choque com outra motocicleta

A tragédia aconteceu no cruzamento das Ruas Marabá e São João Batista, no Bairro da Paz
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Acidente no cruzamento das ruas Marabá e São João Batista, no Bairro da Paz, teve como resultado a morte de Antônia Maria da Hora Ferreira, de 45 anos de idade. A tragédia ocorreu por volta das 11 horas desta terça-feira (15), quando a moto pilotada por ela foi colhida com outra motocicleta.

Antônia Ferreira, que pilotava pela Rua São João Batista, invadiu a preferencial, a Rua Marabá, e foi atropelada por outra moto, pilotada pelo condutor Tiago Souza Araújo, 30 anos. O rapaz disse que não teve como evitar a batida, porque seguia pela preferencial e jamais imaginava que alguém invadiria a via naquele momento.

Tiago disse que já havia se envolvido em outros acidentes de trânsito, mas de pequena monta, sem graves consequências, diferentemente do ocorrido hoje, e lamentou que a mulher tenha morrido.   

Jaqueline Lima, que ontem, segunda-feira (14), também sofreu acidente semelhante no mesmo cruzamento, estava no local no momento da tragédia e contou que a moto que ela pilotava também foi abalroada, só que por um automóvel, que invadiu a preferencial.

Em consequência, ela sofreu um corte profundo em uma das pernas e seu marido, que viajava na garupa, fraturou seis dedos dos pés. “Aqui tem a sinalização vertical, n o caso a placa indicando que a Rua Marabá é a preferencial; e também a pintura no solo, com a palavra ‘Pare’, mas ninguém respeita”, reclamou a motociclista, destacando ainda que na esquina há um trailer que dificulta a visão de quem trafega no cruzamento.   Para ela, nesse caso, para evitar outras tragédias, os responsáveis pelo trânsito em Parauapebas “poderiam instalar redutores de velocidade na São João Batista”.

(Caetano Silva)

Publicidade