Mototaxista executado com cinco tiros em Parauapebas

Ele estava com a mulher, na distribuidora de bebidas do casal, quando foi assassinado. O crime aconteceu no Bairro Primavera
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil iniciou investigações para chegar ao assassino do mototaxista Francisley de Almeida Santos, 38 anos, que morreu no Hospital municipal de Parauapebas, na noite de ontem, segunda-feira (27), após ter sido baleado cinco vezes, por um desconhecido.

O crime aconteceu por volta das 19h40, em uma distribuidora de bebidas na esquina da Rua Dois com a Rua São Luís, no Bairro Primavera, onde Francisley estava na companhia da mulher dele, Cleide Souza Dias, 45, que foi atingida nas pernas.

De acordo com o que foi relatado à Polícia Militar por Cleide, ela e Francisley estavam na distribuidora, de propriedade do casal, quando um desconhecido chegou, se aproximou deles e foi logo disparando contra o mototaxista, que não teve a mínima chance de defesa nem de correr da morte. 

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamado e uma ambulância removeu Francisley ainda com vida ao Hospital Municipal, mas devido à gravidade dos tiros, que atingiram vários órgãos vitais, o mototaxista não sobreviveu. A mulher, que seguiu na mesma ambulância, também foi medicada e liberada em seguida.

O atirador, segundo pessoas que assistiram a execução, estava em um carro vermelho e, após atirar em Francisley de Almeida Santos, saiu do local em alta velocidade.

(Caetano Silva)

Publicidade