Ministério Público ouve demandas da comunidade em audiência pública

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Câmara Municipal de Canaã dos Carajás ficou lotada na noite desta segunda-feira (5) para uma audiência com o Ministério Público. Membros de vários setores da sociedade compareceram à Casa de Leis para debater com a promotoria de justiça as demandas mais urgentes do município. Sindicalistas, servidores públicos municipais, membros do governo, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e cidadãos canaenses tiveram a oportunidade de apresentar aos promotores Rui Barbosa e Emerson Correia as suas denúncias.

Dr. Emerson explicou que o Ministério Público não tem condições de saber de todos os problemas que envolvem o município. A partir daí, a ideia de ouvir a sociedade surgiu: “O Ministério Público teve a iniciativa de ouvir esses problemas, essas demandas da sociedade para esses próximos dois anos.”

Já o Dr. Rui Barbosa, destacou a atuação do órgão: “Nós somos muito pequenos, poucas pessoas trabalham conosco, mas somos poderosos e temos uma grande demanda para resolver. Nós trabalhamos muito para atender a sociedade.”

20180305_184140

Rui também falou sobre a audiência e os processos a seguir: “Hoje, aqui, nós queremos saber dos problemas que o MP pode resolver dentro de Canaã dos Carajás. Esse não é o momento para denúncias específicas, mas sim do interesse coletivo. Sabemos que não temos capacidade de atuar e atender tudo, vamos selecionar os casos. A partir disso, uma ata será feita e haverá um plano de ação. Em dois anos, daremos uma resposta à sociedade.”

Logo depois das explicações dos promotores, a comunidade teve a oportunidade de falar. Diversos temas foram tratados pelos cidadãos. Entre eles, saúde pública, transporte, deficiências nas repartições públicas, altas cobranças nas taxas de energia e iluminação pública e ainda problemas com a regularização fundiária.

Conforme explicou o promotor, todas as demandas foram devidamente anotadas. Com a sociedade sendo ouvida, a expectativa é que os trabalhos do Ministério Público possam ser realizados de maneira mais específica.

20180305_184111

Publicidade