Parauapebas

Milionário governo Darci vai pagar R$ 1 milhão por arbitragem de competições

No show do milhão patrocinado pela Prefeitura de Parauapebas, Semel projeta a realização de 3.240 jogos — 8 ou 9 por dia — no município. Cartão vermelho para a farra de dinheiro público.

“Justificamos o presente pleito tendo em vista a necessidade de fornecermos uma equipe de arbitragem que preste este serviço com excelência nos jogos sediados em nosso município, a fim de propiciar condições à realização das competições nas modalidades desenvolvidas em diferentes faixas etárias, nas escolinhas, categorias de base e desporto amador por esta Secretaria.” E é assim que a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) conseguiu ganhar no papo a gestão do prefeito Darci Lermen para gastar R$ 1.037.000,00 em contratação de empresa especializada em eventos esportivos que presta serviços de arbitragem. A licitação publicada quarta-feira (3) pode ser conferida na íntegra aqui.

Na Prefeitura de Parauapebas, a segunda que mais arrecada no Pará e cujo orçamento é bilionário, falar em milhão parece conversa de criança sobre balinha e algodão doce. Mas, num futuro não muito distante, cada centavo de milhão vai fazer falta, tendo em vista o sério quadro financeiro que se avizinha, com possibilidade iminente de queda na arrecadação dos royalties de mineração em decorrência da diminuição brusca da produção da mineradora Vale em Carajás.

Enquanto Parauapebas estima perdas mensais da ordem de, em média, R$ 15 milhões nos próximos meses, a Semel joga pesado na justificativa para garantir o recurso milionário e bancar “uma equipe de arbitragem”. De acordo com a pasta, que tem orçamento previsto este ano em R$ 20,76 milhões, para obter o preço pelos serviços, foi feito levantamento junto à coordenação geral e esportiva, à equipe técnica da Semel e aos técnicos das seleções e equipes de clubes municipais. A arbitragem das 600 partidas de futebol de campo, por exemplo, vai custar R$ 420 mil. Cada equipe leva, por apito, R$ 700.

Além do futebol, os serviços devem ser prestados nas modalidades futebol society, futsal, handebol, voleibol, basquetebol, atletismo, judô, jiu-jitsu e karatê. Ao todo, são 3.240 jogos para arbitrar, entre oito e nove por dia, em algum lugar incerto e não sabido de Parauapebas. A abertura das propostas está prevista para ocorrer no próximo dia 16.

Um comentário em “Milionário governo Darci vai pagar R$ 1 milhão por arbitragem de competições

  1. julio Responder

    descaso total com dinheiro publico.. se esse dinheiro fosse dele duvido ele fazer isso.

Deixe seu comentário