Marabá: SEMMA apreende 6 mil metros de malhadeiras

A última apreensão aconteceu perto da Praia do Meio, onde foram apreendidos cerca de 800 metros de malhadeiras. As fiscalizações seguem até o fim de fevereiro
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Malhadeiras e material de pesca foram apreendidos pela SEMMA, com apoio da GMM

Continua depois da publicidade

Desde o começo da Piracema, no mês de novembro do ano passado, até agora, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) de Marabá já apreendeu mais de 6 mil metros de malhadeiras. O material vinha sendo utilizado ilegalmente durante esse período, em que é proibida a pesca comercial na bacia hidrográfica do Tocantins.

A última apreensão aconteceu na noite desta terça-feira (5), quando fiscais da secretaria, juntamente com a Guarda Municipal de Marabá (GMM) apreenderam mais 800 metros de malhadeiras. A apreensão aconteceu no rio Tocantins, na região conhecida como “Croa Pelada” ou “Croa Solta”, que fica perto da Praia do Meio, na fronteira entre Marabá e Itupiranga. O material foi abandonado e ninguém foi preso.

Segundo Paulo Chaves, coordenador de fiscalização da SEMMA, as ações vão continuar durante todo o período de Piracema, que só termina em 28 de fevereiro. As pessoas flagradas fazendo pesca ilegal serão autuadas no Artigo 34 da Lei de Crimes Ambientais, que veta a pesca em lugares interditados por órgão competente em determinados períodos, como é o caso da Piracema.