Marabá: Motorista de aplicativo é morto com facada na nuca

O corpo do motorista foi encontrado na manhã desta segunda-feira (10), dentro do carro que trabalhava, na Rua São Luiz, no Bairro Belo Horizonte, às proximidades de onde morava. Uma das hipóteses trabalhada pela polícia é que o motorista foi vítima de latrocínio
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O motorista de aplicativo Emanoel Messias Rocha Paixão, que era conhecido como “Messi”, de 33 anos, foi morto com um golpe de faca na nuca. O corpo dele foi encontrado na manhã desta segunda-feira (10), dentro de um Fiat Mobi de cor prata, na Rua São Luiz, Bairro Belo Horizonte, Núcleo Cidade Nova, atrás da Escola Dr. Geraldo Mendes de Castro Veloso, em Marabá, no sudeste do Pará.

A Polícia Civil iniciou as investigações e uma das linhas de investigação é que a vítima possa ter sido vítima de latrocínio. Segundo familiares e amigos, “Messi”, que morava no Bairro Belo Horizonte, bem próximo do local onde foi encontrado morto, não teria inimigos declarado. “A gente vai aguardar as investigações realizadas pela Polícia Civil, mas estamos acreditando que ele foi morto durante um assalto”, afirma um primo de “Messi”.

Segundo familiares, o assassino levou apenas o aparelho celular do motorista. O dinheiro não foi roubado porque estava escondido em uma sacola de plástico.

De acordo com a polícia, a posição do corpo no banco do motorista, ainda com cinto de segurança, indica que a vítima foi atacada por quem estava no banco traseiro. Colegas de Emanoel e outros motoristas de aplicativo estão organizando uma carreata para homenageá-lo e também protestar pela falta de segurança para os profissionais que atuam nessa área.

Por Tina DeBor

Foto: Divulgação

Publicidade