Mais de 150 mil passageiros passaram pelo aeroporto de Parauapebas, em Carajás, em 2014

Continua depois da publicidade

O Aeroporto de Parauapebas, em Carajás, foi construído pela então Companhia Vale do Rio Doce – CVRD em 1981, homologado pela Portaria nº. 164/SOP, de 23 de setembro de 1982, transferido para o Ministério da Aeronáutica (Comando da Aeronáutica), conforme processo do MAer 25.01/R – 036/84, de 12 de março de 1985, e absorvido pela Infraero, conforme Portaria nº. 191/GM5, 05 de março de 1985, que assumiu a jurisdição técnica, administrativa, comercial, operacional e navegação aérea.

Carajas

Opera voos domésticos diariamente das 07h15 às 18h30 local, com uma concentração de atividades entre 11h às 15h horas e 16h às 18h. Na atividade da Aviação Civil, o aeroporto é um elo entre as cidades regionais e capitais do País, contribuindo para alavancar a economia do Estado do Pará. Caracteriza-se pela predominância das operações da aviação comercial regional e geral, onde as atividades da Aviação Militar são efetuadas em menor escala.

Com um pátio de aeronaves de 16.900 m², um terminal de passageiros de 833,45 m², e uma pista de 2.000 metros x 45 metros, nos últimos seis anos o aeroporto tem recebido um aumento significativo no número de pousos e decolagens (4.035 em 2009; 5370 em 2010; 6233 em 2011; 6742 em 2012; 5542 em 2013; e 4901 em 2014), graças a volta de grandes empresas como Gol e Azul, que hoje operam com voos regulares no aeroporto.

Aeroporto-de-Carajas_thumb

Em relação ao movimento de passageiros, houve um grande aumento. Nos últimos sete anos nada menos que 613 mil passageiros passaram pelo aeroporto de Parauapebas (28.006 em 2007; 38.046 em 2008; 45.685 em 2009; 78.685 em 2010; 107.204 em 2011; 164.311 em 2012; .384 em 2013; e 156.294 em 2014.

Com o aumento da demanda é necessário que o estacionamento, que atualmente tem capacidade para apenas 75 veículos, receba uma expansão, assim como seria necessário uma melhoria nas condições de trafegabilidade, pois hoje o aeroporto opera com parâmetros mínimos de pouso e decolagem, sem o ISL, que é um sistema de aproximação por instrumentos. Devido ao mal tempo, nessa época do ano, vários voos foram cancelados ou transferidos para Marabá.

Voos no aeroporto de Parauapebas:

image

A empresa Gol vai operar em breve com voos diretos Carajás / São Luiz. A data do início da nova operação ainda não foi informada.

A empresa TAM já solicitou à ANAC uma rota para o aeroporto de Parauapebas, mas esta ainda não foi atendida.

11 comentários em “Mais de 150 mil passageiros passaram pelo aeroporto de Parauapebas, em Carajás, em 2014

  1. Sérgio do Vale Responder

    Não tem nada o que comemorar, pois os dados mostram que de 2013 para 2014 o número de passageiros caiu pela metade.De 384 para 156.

  2. Kelly Responder

    Estão um pouco desinformados. O aeroporto de Carajás tem sim o equipamento ILS – Sistema de Pouso por Instrumentos – (não ISL como dito na matéria), que trás a aeronave até 300ft de altitude no momento do pouso.

  3. Marabá Autor do postResponder

    Esses voos ai de Parauapebas melhoraram muito aqui em Marabá, parece até que metade dos passageiros daqui eram de Parauapebas.

  4. Patrick Responder

    Esse negócio de cancelar voo toda vez que a neblina está sob o aeroporto tem atrapalhado muito os passageiros. É preciso que a Vale melhore também o acesso, fazendo terceiras pistas na serra pra agilizar o tráfego.

    • Astoufo Responder

      não acho! Vai tér mais acidentes, com os pseudomotoristas acelerando na serra com seus poçantes carros sem manutenção.

  5. Zezinho Responder

    Esse aeroporto precisa mesmo de umas melhoras como citado. O estacionamento é pequeno e a lanchonete careira demais.

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: