Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Esportes

Liga Esportiva e SEMEL entregam material esportivo para os times femininos

O Campeonato Municipal de Futebol Feminino terá a participação de 10 equipes
Continua depois da publicidade

A Liga Esportiva de Parauapebas (LEP) em parceira com a Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL) realizou na noite desta quarta-feira (05), no Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, a entrega dos uniformes completos para as 10 equipes que vão disputar o Campeonato Municipal Feminino, que vai começar no próximo sábado (08), no Complexo Esportivo.

O evento contou com a participação das atletas que irão disputar o campeonato, de autoridades e desportistas do município. A SEMEL disponibilizou todo o material esportivo necessário para cada equipe como camisas, shorts, meiões, caneleiras, chuteiras, luvas de goleiras e bolas. Um material de altíssima qualidade valorizando o esporte e oportunizando todas as categorias.

“É mais uma modalidade que a gente como Secretaria Municipal de Esporte e Lazer está contribuindo, com o uniforme completo para uma grande competição tendo 10 equipes participantes. Aos poucos estamos contribuindo para todas as modalidades. Fizemos a entrega do material esportivo para o Campeonato Municipal da primeira e segunda divisão e agora para o Campeonato Municipal Feminino”, afirmou Laoreci Diniz, secretário da SEMEL.

Veja também:  Esportes Radicais ganham mais adeptos nas noites de Parauapebas

Será a 2ª edição do Campeonato Municipal Feminino onde os jogos serão realizados no Complexo Esportivo, no bairro Rio Verde, e a final no Estádio Rosenão, no bairro Liberdade. Segundo o regulamento, atletas com idade mínima de 14 anos, podem disputar a competição. Uma inciativa inovadora para o futebol feminino que ainda tem dificuldades de crescimento em todo o país.

“A gente não teve essa oportunidade. Inclusive, isso é o que mais me deixa emocionada e satisfeita hoje. Nós já fizemos vários cerimoniais no masculino, mas não tínhamos conseguido inserir o feminino e tivemos essa oportunidade através da SEMEL e através do presidente da liga. Hoje eu tenho a maior satisfação de poder dar uma chuteira e um short de qualidade e poder proporcionar também o campeonato da mesma qualidade que a gente proporciona ao masculino”, disse Solange Campos, ex-jogadora e agora diretora de esporte da LEP.

Por Fábio Relvas

Deixe uma resposta