Jovem de 19 anos morto e adolescente de 17 apreendido em intervenção policial

Flagrado com droga no bolso, o garoto deu o endereço do ponto de venda de entorpecentes aos policiais militares. No local, indicado, o acusado tentou fugir atirando nos PMs e levou a pior
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Ao receber guarnições da Polícia Militar a tiros, como consta em Boletim e Ocorrência, Lucas Mourão da Silva, 19 anos, morreu baleado durante a reação policial. O incidente se deu por volta das 20h de ontem, terça-feira (18), em uma quitinete da Rua W-15, no Bairro Cidade Jardim, onde funcionava um ponto de venda de drogas. No pequeno imóvel foram encontrados 61 papelotes de maconha, pesando 80 gramas, uma garrucha calibre 32, de fabricação caseira, e um celular.

 A PM chegou até Lucas após ter abordado um adolescente de 17 anos, que carregava maconha em um dos bolsos, conforme constatado em revista pessoal. Interrogado, ele disse ter comprado o entorpecente num ponto de vendas no Bairro Cidade Jardim, pertencente a um jovem conhecido como Mourão, informando em seguida o endereço.

Ao chegarem ao local, duas guarnições policiais militares fizeram um cerco, do qual Mourão tentou fugir, abrindo caminha a bala. Ele fez dois disparos na direção de um policial que estava no telhado da quitinete. O PM revidou o ataque atingindo o acusado com dois tiros. Ele ainda foi removido ao Hospital Geral de Parauapebas, mas morreu devido à letalidade dos ferimentos.

Em fevereiro do ano passado, Lucas Mourão da Silva ainda com 18 anos, já havia sido preso, ao lado de Jaqueline Reis da Conceição, então com 21 anos, ambos acusados dos crimes de furto, assalto a mão armada e tráfico de entorpecentes, fato noticiado por este Blog. O jovem, porém, após sair da prisão, preferiu seguir nos tortuosos caminhos da criminalidade e agora sua curta carreira dele teve trágico fim.

(Caetano Silva)

Publicidade