Jogador do Paysandu dado como morto em hospital “volta a respirar” no IML

Uma história incrível ocorreu no fim da noite desta quarta-feira em Belém. Um jogador do time de futsal do Paysandu, Arthur Vinícius, de 17 anos, sofreu um traumatismo craniano nesta …

Uma história incrível ocorreu no fim da noite desta quarta-feira em Belém. Um jogador do time de futsal do Paysandu, Arthur Vinícius, de 17 anos, sofreu um traumatismo craniano nesta quarta-feira, foi levado ao hospital e dado como morto. Com isso, seguiu para a autopsia no IML da cidade e, depois, seria liberado para que a família fizesse o velório e o enterro. Lá, o legista de plantão observou que o jogador ainda estava vivo.

“O atleta Arthur Vinícius, do Futsal Bicolor, foi dado como falecido pelos médicos e, no IML, voltou a respirar. O Paysandu Sport Club e toda a torcida bicolor torcem pela recuperação do atleta. Força, Arthur, estamos com você”, foi a nota que a assessoria do Paysandu publicou no Twitter do clube. Pouco antes, o Papão havia publicado uma nota de pesar pela morte e que foi logo retirada.

Arthur – que defende o Paysandu desde a categoria sub-13 – foi rapidamente levado de volta Centro de Terapia Intensiva do Hospital Metropolitano de Belém, onde segue em estado grave e respirando por aparelhos.

Até a madrugada desta quinta-feira, o Hospital Metropolitano ainda não havia comentado sobre o grave erro de avaliação dos médicos de plantão.

As informações foram contestadas, em nota, pelo Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves”, que negou que jogador tenha dado entrada ainda vivo no IML e, inclusive, que não houve nenhum registro do atleta e nem de seus familiares.

Apenas no fim da noite o HMUE emitiu nota comunicando que Arthur não havia resistido, sem citar se havia sido encaminhado pelo IML.

Deixe seu comentário