Iniciativas socioambientais de Parauapebas e Canaã recebem reconhecimento do Ibama

Ações fazem parte de programas do processo de licenciamento ambiental da Vale. Os dois projetos estão entre 14 selecionados em todo Brasil.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Projetos realizados em Parauapebas e Canaã dos Carajás que unem produção agrícola com preservação ambiental e a ação de jovens do município de Canaã com a formação de um Grupo de Trabalho (GT) para incentivar o debate e a participação da juventude em temáticas sociais ganharam reconhecimento do lnstituto Brasileiro de Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Os dois projetos, que surgiram a partir de programas ambientais da Vale relacionados ao licenciamento federal, estão entre os 14 projetos selecionados em todo Brasil e contemplados pelo Ibama com certificado de boas práticas.

A divulgação da lista foi realizada no III Fórum de Programas de Socioeconomia promovido pelo órgão. O evento teve como objetivo divulgar ganhos socioambientais decorrentes de medidas de mitigação/compensação de impactos implementadas em obras e projetos por exigência do licenciamento e selecionar aqueles que apresentaram os melhores resultados.

Parauapebas

A Associação Camponesas Filhas da Terra da comunidade da Apa do Gelado no município de Parauapebas foi uma das beneficiadas pelo projeto de interface entre os programas de educação ambiental e desenvolvimento territorial. “Esse projeto que hoje a gente participa veio para trazer melhorias, qualidade de vida para nossa comunidade, porque a gente aprende a tirar o nosso sustento, de forma sustentável, sem agredir o meio ambiente”, diz Nubia Gurgueia, representante da associação, que produz geleias, doces e licores com frutas plantadas na comunidade. Outras oito comunidades também participam da ação.

Canaã dos Carajás

O segundo projeto reconhecido foi o Cine Debate. A proposta nasceu de Comitê de Acompanhamento do Programa de Educação Ambiental fundado há seis anos e formado por representantes da Vale, poder público e sociedade civil de Canaã. Em 2020, jovens assumiram uma postura protagonista dentro do Comitê e elaboraram o projeto. “Por meio do Cine Debate, exibimos vídeos muito interessantes, concentramos esforços em realmente chamar a atenção dessa galera jovem, para se interessar em debater assuntos dentro da nossa faixa etária e participar das políticas públicas do nosso município”, revela a estudante Isabelly Silva, da comunidade da Vila Bom Jesus, em Canaã.

Segundo o supervisor de Socioeconomia da Vale, diz Adenilson Gomes, as ações têm ido além do cumprimento de condicionantes. “O objetivo é estimular o fortalecimento da organização social, buscar essa autonomia e empoderamento das comunidades. Além de implementar estudos e consultorias técnicas para o desenvolvimento de cooperativas rurais aliando produção agrícola e a conservação do meio ambiente”. Ambos projetos permanecem sendo executados.

Com informações da Vale