Infraero conclui estudos preliminares para construir novo pátio de aeronaves no Aeroporto Internacional de Belém

Com essa etapa, empresa avança no processo de desativação do Aeroporto Brigadeiro Protásio.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Infraero apresentou o estudo preliminar para a construção de um novo pátio no Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans – Júlio César Ribeiro (PA). A nova área, com 37 mil m² de pátio de aeronaves e estacionamento de veículos, irá receber as operações de aviação geral do Aeroporto Brigadeiro Protásio, que será desativado para a construção de um parque público estadual de 120 hectares.

O estudo prevê que o pátio poderá receber até 56 aeronaves. Um novo terminal, com 300m², será também construído para receber passageiros e tripulações da aviação geral.

“A mudança de aeroporto só vai ocorrer quando as obras estiverem finalizadas e homologadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o que vai assegurar tranquilidade aos operadores da aviação geral”, explica o diretor de Operações e Serviços Técnicos da Infraero, Brigadeiro André Luiz Fonseca e Silva.

De acordo com o planejamento da Infraero, que no momento trabalha no projeto básico da nova estrutura e nas providências para o licenciamento ambiental, a licitação para contratar o projeto executivo e as obras deve ocorrer ainda neste semestre. Após essa etapa, a empresa prevê que os trabalhos sejam iniciados na segunda metade deste ano.

A proposta de trabalho da Infraero deriva do Termo de Cooperação assinado entre o Ministério da Infraestrutura e o Governo do Estado do Pará, que pretende desativar o Aeroporto Brigadeiro Protásio e transferir provisoriamente suas operações para o Val-de-Cans, até que um novo sítio aeroportuário seja construído pelo Estado.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Infraero