Grupo armado preso em São Félix do Xingu

A polícia prendeu o bando ao investigar denúncias de que homens armados estavam aterrorizando a região, usando de excessiva violência para expulsar invasores de uma fazenda
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Um grupo de cinco homens foi preso em flagrante no sábado (13) em uma fazenda distante 60 km da sede do município de São Félix do Xingu, no Pará. Segundo a Polícia Civil, os presos são suspeitos de pistolagem e devem responder pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e associação para o crime. Os suspeitos estão à disposição da Justiça.

Quatro dos presos foram identificados: Severiano Nazário da Silva, 57 anos, Antônio da Silva Nascimento, 42, Danilo Brito Cintra e Antônio Batista da Silva, 54. A captura se deu por uma força-tarefa formada por homens da Superintendência Regional de Polícia Civil do Alto Xingu, Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) de Redenção, Delegacia de Conflitos Agrários (Deca) de Redenção e Grupo de Pronto Emprego (GPE)

A fazenda onde os suspeitos foram encontrados pertencia a Evandro Rocha Reis, o “Rochinha”, que morreu em julho de 2018 em uma queda de avião. A propriedade foi apreendida pela Polícia Federal, ao descobrir o envolvimento dele com o tráfico Internacional de drogas.

Foram denúncias de que cerca de 20 homens fortemente armados estavam aterrorizando a região, usando excessiva violência para expulsar pessoas que haviam invadido a fazenda, que levaram a equipe de policiais até o local. Lá, foram encontrados os suspeitos, recrutados sem Marabá e Rondon do Pará, todos armados com espingardas.

Os homens informaram que haviam sido contratados por parentes de Rochinha e tinham a incumbência de não permitir que pessoas estranhas entrassem na fazenda. No local, foi encontrada ainda uma grande quantidade de munição para espingardas e revólveres, além de coletes balísticos, toucas ninja e outros objetos.

Publicidade

Relacionados