Governo federal vai acompanhar apuração de matança em Belém

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República incumbiu o Ouvidor Nacional dos Direitos Humanos, Bruno Renato Teixeira, de acompanhar as investigações das mortes de dez pessoas ocorridas na …

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República incumbiu o Ouvidor Nacional dos Direitos Humanos, Bruno Renato Teixeira, de acompanhar as investigações das mortes de dez pessoas ocorridas na noite de ontem (4) e na madrugada de hoje (5) em Belém.

Em nota, a secretaria Informa estar em contato com as autoridades do estado do Pará e do Ministério da Justiça, para obter informações sobre a apuração do caso. As mortes são investigadas pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

Na noite dessa terça-feira, o cabo Antônio Figueiredo, da Polícia Militar (PM), que não estava em serviço, foi morto a tiros no bairro Guamá. Na madrugada de hoje, nove pessoas foram assassinadas em bairros diferentes de Belém, depois de serem abordadas em vias públicas por pessoas em motos.

Só após os trabalhos de investigação e da perícia criminal, a polícia poderá dizer se existe vínculo entre os homicídios com a morte do policial. A Corregedoria-geral da PM investigará o possível envolvimento de policiais nas mortes.

Um comentário em “Governo federal vai acompanhar apuração de matança em Belém

  1. Socorro Pantoja Responder

    O que mais me indigna é que quando são pessoas de bem, pessoas lícitas, ninguém pede pra os direitos humanos comparecer em lugar algum, mas quando esses bandidos são mortos pula gente de todos os lados para defendê-los, enquanto tivermos no nosso Brasil bandidos defendendo bandidos essa situação de desrespeito com a população vai continuar do mesmo jeito, temos que ter Leis Severas para acabar com essa pouca vergonha… os políticos tem que adotarem a lei de pena de morte só assim a população poderá sair tranquila de casa para andar nas ruas…

Deixe seu comentário