Governo e mineradora definem detalhes para implantação de projeto em Conceição do Araguaia

O projeto de exploração de níquel, da empresa Horizonte Minerals, uma das principais produtoras do metal no planeta, vai beneficiar o Distrito Mineiro de Carajás
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Nesta sexta-feira (10), o governador Helder Barbalho se reuniu com representantes da empresa de mineração Horizonte Minerals, para definir os detalhes do projeto da empresa que será instalado no município de Conceição do Araguaia, no sul do Pará. O projeto de exploração de níquel está sendo implantado no Distrito Minero de Carajás.

Atualmente, a empresa desenvolve dois projetos na região. Um deles é o Projeto Araguaia, de produção de ferro-níquel para a indústria siderúrgica e baterias elétricas para veículos. A Horizonte Minerals está entre as principais produtoras de níquel do planeta, com uma produção anual de 50 mil toneladas.

O metal é fundamental para a fabricação de aço inoxidável e tecnologia de bateria e é uma das esperanças da transição do setor para o uso de energia limpa. Presente a reunião, o prefeito de Conceição do Araguaia, Jair Martins, enfatiza que a instalação da empresa no município, em ação conjunta com o governo do estado, reafirma o apoio dado pelo governador Helder Barbalho para o desenvolvimento da região.

“É muito importante esse apoio do governo do estado para a geração de emprego e renda, com esse tipo de investimento na nossa região. Eu, como prefeito da cidade, estou muito feliz”, afirmou.

Para o gerente Social de Segurança e Saúde do Trabalho da Horizonte Minerals, Luiz Humberto Fernandes, a articulação entre governo e iniciativa privada será benéfica para quem mora na região do Distrito Mineiro de Carajás. “O mercado vai precisar do produto e a região é muito propícia para a exploração do minério. Nós temos com muita confiança no governo do estado em estabelecer parcerias para nos fortalecermos. Em contrapartida, a gente vai dar tudo o que o município e a região precisam para as pessoas poderem prosperar e usufruírem da exploração do minério no município”, destacou Luiz Humberto.

O secretário de estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, José Fernando Gomes Júnior, reforçou, durante a reunião, que a vinda da empresa para o estado do Pará mostra o esforço que o governo vem fazendo para desenvolver a economia e gerar emprego e renda à população. “É um projeto que vai fazer uma revolução no município e na região, gerando emprego e renda. Além disso, a empresa veio para o estado do Pará por acreditar no ambiente de negócios implantado pelo governo, pois aqui se respeita e se faz uma mineração de forma sustentável”, frisou o secretário.

Projeto: Com investimento de US$ 500 milhões, o projeto inclui operação de mineração de níquel a céu aberto para produzir inicialmente 52 mil toneladas de ferro-níquel por ano, contendo 14,5 mil toneladas de níquel, com vida útil de 28 anos.

O projeto Araguaia é um ativo nível 1 com potencial de fornecer níquel de baixo custo na forma de ferro-níquel de alto teor para a indústria de aço inoxidável. A expectativa é de que em 28 anos de vida útil da mina o projeto gere fluxo de caixa após impostos de 1,6 bilhão de dólares.

Tina DeBord