Governo do estado abre inscrições para capacitar professores de alunos com Transtorno do Espectro Autista

A capacitação vai ensinar a confecção de recursos multifuncionais e pedagógicos para dinamizar o processo de ensino e aprendizagem dos alunos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Professores de alunos com TEA passarão por capacitação do estado

Continua depois da publicidade

O governo do estado abriu inscrições para a capacitação de professores de alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Com 5 mil vagas ofertadas, o curso é uma iniciativa do governo estadual,  em uma ação integrada entre a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio da Coordenação Estadual de Políticas para o Autismo (Cepa), e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da Coordenadoria de Educação Especial (COEES) e do Centro de Formação dos Profissionais da Educação Básica do Estado do Pará (Cefor).

O Curso “Materiais Pedagógicos Adaptados – EducaTEA”- objetiva instrumentalizar professores da educação básica sobre a produção de materiais pedagógicos adaptados para o suporte de alunos com Transtorno do Espectro Autista das redes federais, estaduais e municipais de ensino. As inscrições começaram nesta segunda-feira (29) e seguem até 06 de dezembro, e podem ser feitas na plataforma Avacefor: www.seduc.pa.gov.br/site/cefor.

O curso será realizado no período de 07 a 20 de dezembro deste ano, no ambiente de aprendizagem da Avacefor (Ambiente Virtual de Aprendizagem). De acordo com Nayara Barbalho, coordenadora da Cepa, trata-se de uma demanda histórica, que agora é atendida pelo governo estadual, unindo saúde e educação em favor das pessoas com Transtorno do Espectro Autista, que aprendem de forma diferenciada e necessitam de intervenções específicas e mediação para o aprendizado.

“Para que o aluno com autismo possa estar mais engajado e participativo do contexto escolar, nós estamos oportunizando aos professores a produção desses materiais pedagógicos adaptados”, enfatiza a coordenadora.

Segundo a secretária adjunta de Ensino da Seduc, Regina Pantoja, a ação das duas secretarias faz parte do Projeto EducaTEA, que promoverá, de forma contínua, atendimento educacional inclusivo ao aluno com autismo. Pelo curso, 5 mil profissionais serão capacitados pela professora Ana Patrícia Vasconcelos, especialista em TEA.

Tina DeBord- com informações da Sespa
Foto: Paulo Guerreiro/Ag.Pará