Foragido da Justiça de Minas Gerais morre em acidente em Parauapebas

Antônio Ramos de Barros matou uma pessoa em Patrocínio (MG), foi preso em Unaí, também em Minas. Fugiu da cadeia e há 12 anos vivia em Parauapebas com nome falso
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Acidente de moto por volta de 1h30 deste domingo (20), em Parauapebas, acabou com a vida de Antônio Ramos de Barros, que usava identidade falsa com o nome de José Antônio Bernardes Nunes. O acidente aconteceu na Rua Afonso Arinos, que divide os bairros Da Paz e Nova Vida, em Parauapebas.

Antônio pilotava a moto embriagado e em alta velocidade, quando perdeu o controle do veículo, bateu no meio fio e foi arremessado contra um cercado de madeira, morrendo instantaneamente, dada a força com que se chocou com o obstáculo.

Na Polícia Civil, os agentes descobriram, por meio dos sistemas de informações que o homem usava nome falso porque era      Antônio Ramos de Barros e que ele usava um nome falso por ser foragido da justiça de Minas Gerais. Por esse motivo ele usava uma identidade falsa.

Na Delegacia de Polícia prestar esclarecimentos, a viúva, que pediu sigilo de sua identidade, disse que não sabia que o marido usava nome falso, disse que foram casados por 35 anos, período em que o casal teve sete filhos. Ela sabia, entretanto, que Antônio havia matado uma pessoa em Patrocínio (MG). 

Por esse crime ele ficou preso na penitenciária de Unaí (MG), de onde fugiu para o Pará, fixando residência em Parauapebas há 12 anos.

(Caetano Silva)

Publicidade