Fiscais livram boto cinza de rede de pescadores

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Na manhã desta sexta-feira (2), uma equipe de fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e do Grupamento de Proteção Ambiental da Guarda Municipal de Marabá realizou o salvamento de um boto cinza, ainda jovem, que estava há algum tempo preso em uma rede de pesca às proximidades da Praia do Geladinho, no Rio Tocantins.

Segundo o guarda Alencar, um dos integrantes do Grupamento de Proteção Ambiental (GPA), o resgate só foi possível em função de uma denúncia que chegou à Semma, dando conta de que havia um boto preso a uma rede de pesca. “Chegamos ao local e o encontramos já machucado e enrolado na malhadeira. Conseguimos, com cuidado, colocá-lo no barco, retiramos a rede e o devolvemos à natureza”, disse o guarda.

O Boto da Amazônia é considerado o golfinho brasileiro e, infelizmente, é alvo de maldade por parte de alguns pescadores. A Semma, juntamente com o GPA, conseguiu salvar o animal a tempo. Curiosamente, a libertação do boto ocorreu durante o período da Piracema, que vai até o dia 28 do mês de fevereiro.

Denúncias sobre crimes ambientais podem ser feitas através do plantão da Guarda Municipal, pelo fone 153. (Com informações da Guarda Municipal de Marabá)