Falta de combustíveis já obriga população a andar a pé em Redenção

Últimas gotas de gasolina acabaram na sexta-feira (25). Nos postos de combustíveis da cidade só o aviso: “Acabou”
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Desde a tarde da última sexta-feira (25), os 17 postos de combustíveis de Redenção estão sem combustíveis. No fim do dia houve grande correria à procura de gasolina no único que ainda tinha algumas centenas de litros no tanque. O estabelecimento, na Avenida Belo Horizonte, ficou lotado de carros e motos que formaram uma longa fila nos arredores.

Ontem, sábado (26), as ruas estavam quase desertas, cenário que se repete neste domingo, com pouquíssimos carros e motos circulando na cidade. Nos postos de gasolina apenas um aviso: “Acabou”.

Roberto Dias da Silva, 48 anos, teve de ir a pé para trabalho, na manhã de ontem, pois não conseguiu abastecer seu carro. “Difícil, mas, fazer o que né? Este é o efeito da paralisação. Eu não conseguir abastecer meu carro devido o tal congestionamento nos postos”, lamentou.

WhatsApp Image 2018-05-26 at 16.46.07

A falta do combustível nas bombas se deu devido a paralisação dos caminhoneiros ocorrida desde a última segunda feira (21), em todo o País, e que hoje entra em sétimo dia. Mesmo com acordo firmado com as principais lideranças da categoria na noite de sexta-feira, a paralisação não foi suspensa e a principal reivindicação dos caminhoneiros é a redução do preço do diesel nas bombas.

Em Redenção os caminhoneiros aderiram à greve e estão concentrados na Rodovia BR-158, saída para Santana do Araguaia. De acordo com os grevistas a paralisação segue por tempo indeterminado.

Publicidade