Equatorial Energia tem pedido de companhia aberta para SPE indeferido pela CVM

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Torres de transmissão de energia em Brasília, Distrito Federal 31/08/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

Continua depois da publicidade

O pedido de registro inicial de companhia aberta da Equatorial Transmissora 7, sociedade de propósito específico (SPE) da Equatorial Energia, foi indeferido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A CVM também já havia indeferido o pedido para a Equatorial Transmissora 8 no dia 15 de janeiro de 2018. Os pedidos para ambas foram realizados no dia 8 de dezembro de 2017.

A Equatorial Transmissora 7 opera desde 2016 a concessão da linha de transmissão entre Vila do Conde e Marituba, e entre Marituba e Castanhal, ambas localizadas no Pará. A Equatorial Transmissora 8 começou a operar em 2017 três linhas de transmissão no Pará, a linha Xingu-Altamira, a Altamira-Transamazônica e a Transamazônica-Tapajós.

As informações são do Valor Econômico.

Publicidade