Parauapebas

Emater emite Cadastro Ambiental Rural em área protegida em Parauapebas

O escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Parauapebas está elaborando o Cadastro Ambiental Rural (CAR) para contemplar 75 famílias de …

O escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Parauapebas está elaborando o Cadastro Ambiental Rural (CAR) para contemplar 75 famílias de agricultores da comunidade Igarapé Gelado, localizada dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) pertencente ao complexo de mineração da Vale, sob a responsabilidade do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio).

O objetivo da emissão do documento às famílias é a regularização ambiental. O produtor só pode regularizar sua propriedade se tiver o documento, que também é um instrumento de preservação do meio ambiente, ao contribuir para o combate ao desmatamento.

“O cadastro servirá como um mapeamento das propriedades. Poderá verificar se o agricultor está obedecendo à legislação que exige a reserva de 80% da área. Se não estiver, ele é obrigado a fazer a recomposição”, diz o engenheiro agrônomo Raimundo Júnior, da Emater.

A emissão do cadastro foi uma solicitação do ICMBio à Emater, e conta com a parceria da Secretaria Municipal de Produção Rural de Parauapebas. De acordo com Raimundo Júnior, com as visitas às propriedades e a coleta de dados para elaborar o documento para cada família, a conclusão do trabalho deve levar cerca de seis meses. “Iniciamos as atividades de elaboração na semana passada, e o processo deverá ser concluído até janeiro de 2015”, informa o engenheiro.

Na APA do Igarapé Gelado a atividade principal é a fruticultura, com destaque para o cultivo de banana, taperebá (cajá), açaí e cupuaçu. Depois da conclusão de emissão do CAR, há a expectativa de ampliar a cadeia produtiva por meio de financiamento rural, que também necessita do documento.

Fonte: EMATER

Deixe seu comentário